quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Prémios 2009

Ora bem, em final de ano, reza a história que se devem fazer balanços e contas, definir o melhor e o pior, para fechar o ano e receber de braços abertos o novo ano que se avizinha.

Então comecemos pelo pior, definitivamente as piores coisas que que me aconteceram em 2009:
1- começar o ano em depressão e ter tomado antidepressivos
2- a pneumonia do meu pai
3- o problema de saúde da minha melhor amiga

Quanto ao melhor:
1- ter começado as consultas com a nutricionista e ter perdido 33 quilos
2- ter trabalho e manté-lo
3- ter melhorado (ou pelo menos assim o creio) a minha relação

Olhando assim não vejo grandes percalços e tropelias, aquilo que há a ressaltar é mesmo o meu emagrecimento, que por si só trouxe muitas coisas boas.

Agora resta-me atribuir estrelas àqueles grandes amigos que me ajudaram a perder peso:


os blogs, todas as pessoas que me lêem, ou que eu leio, todas elas tiveram um papel muito importante, como incentivo, como força e companhia nesta batalha, que não me deixaram desanimar e me mostraram que era possível
o exercício- as caminhadas, a bicicleta elíptica, os abdominais e a natação que me deram pernas e braços mais rijos, mais resistência, e um corpo definitivamente melhor
frutas, vegetais e os lacticínios magros: as cenouras, as pêras, os iogurtes magros e os queijos "vaca que ri light", meus aliados nos ataques de fome

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Eu matei o monstro do Natal


Sim, eu tinha 68.8 quando fui e agora tenho 68.3. Que mais posso eu pedir?
Que venha o Ano Novo e corra tão bem como o Natal!
Que venha 2010 e os 65 quilos, e adeus 2009 e os 101 pesadelos (quilos) que me atormentaram nos últimos anos.

Que fiz eu de especial? Caminhadas para compensar o que me fartei de comer e confesso que foi a medo que subi à balança hoje ao chegar a casa. Mas correu bem. O segredo é mesmo o exercício!!!

Deixei muita gente de boca a aberta (já não me viam há mais de 6 meses): que estava magra, que estava elegante, que estava muito magra e tralalá...

Parece-me que se entrar em 2010 na casa do 68 posso bem dizer : EU matei o monstro do Natal!


terça-feira, 22 de dezembro de 2009

O espírito Natalício



Toda a gente anda às compras. Pinheiros, luzinhas e tal...
Não sei se é por não ter filhos, ou por nunca fazer o jantar de natal em minha casa (ora na casa dos meus pais ora na casa dos meus sogros) não sinto aquele espírito.
E depois o Natal acaba por ser uma data de obrigações em que tudo supostamente tem de correr bem, em que todos se dão bem.
E nem sempre é assim, ou nunca é assim!
E mais, antes do natal o ambiente de trabalho é um stress. Há coisas para acabar, gente muito mal humorada e intratável, como de resto o é, o resto do ano.
Ou sou eu que estou completamente sem paciência. O que também é verdade e a juntar à falta de educação de outras pessoas é explosivo!

Ai o Natal, o Natal... a comida da sogra que não está para se incomodar com o que eu quero ou devo comer (tudo cheio de banha e azeite, ora pois, iogurtes gordos e açucarados, doces fritos, pão branco e manteiga). Que bom humor só de pensar.
As perguntas da cunhada: trips e stresses que já consigo avistar, desentendimentos por qualquer coisinha... ai o Natal, o Natal.

O Natal seria mesmo bom a dois, ou na minha casa e à minha maneira, onde fosse eu a ditar. Onde não houvesse perguntas sobre o meu emagrecimento, e onde pudesse controlar o que como e a preparação dos alimentos, se tivesse a minha bicicleta elíptica ao pé.
Se não estivesse na casa da sogra e a 300 Km da minha!

What a fuck: é Nalal!

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Alerta Vermelho




Olá. Tenho andado ausente mas não por querer abandonar o blog ou a RA. Trabalho, coisas para fazer e o Natal para preparar. Uma viagem até ao Centro: 300 Km para fazer no dia 24.
Entretanto o meu peso mantém-se, o que é bom. Ora 68.8, ora 68.5, para cima e para baixo sem fugir muito daqui. Por enquanto.

E vocês que tem feito para se protegerem das Festas? Estamos em verdadeiro alerta vermelho, vamos ser bombardeadas com doces e outras iguarias, vou estar longe da minha balança e da bicicleta elíptica... é um bocado assustador, porque criei uma rotina e estou convencida que se não a cumprir o peso vai aumentar.

Tenho que me lembrar dos truques: água, fruta laminada, muitos vegetais... é uma prova de fogo. E eu espero sair vitoriosa para vos contar como foi.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Eu vi!

Depois de uma longa noite de trabalho. Depois de entredormir 3 horas, hoje levanto-me e vejo 68.7.
Vamos ver o que o fim de semana me reserva.

Estou tão KO que não estou com espírito para festas, mas 0 68, já vale a pena!



domingo, 6 de dezembro de 2009

I got a party



Ok, não preciso de ser a rainha da festa nem preciso de ser o centro das atenções. Na verdade eu só precisava do sentimento (e da certeza) de já não ser a gorda da festa.
Traumas? Pode até ser. Este vai ser o primeiro natal em muitos anos em que me vou poder sentir livre.
Estou no espírito "party everyday".

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Missão cumprida

Quando iniciei esta jornada propus-me perder 31 quilos e chegar aos 70.
Passaram 7 meses ,e hoje amanheci com 69.7. Missão cumprida.

Agora proponho-me lutar pelos 65 que é um peso aceitável para a minha altura.
O importante a ressaltar é que atingi um objectivo, que confesso, me parecia impossível.

sábado, 28 de novembro de 2009

Objectivo 2010

O pior desastre de uma dieta é: fazer dieta. Quero dizer: se fazes dieta, privas-te do que gostas, perdes uns quilos, pensas, "OK, cheguei lá" e voltas a comer como antes, estás a dois passos de voltar ao que eras.

E é por isso que atingida a minha meta dos 70 quilos, preciso de mais, de continuar a perseguir objectivos, de continuar a querer mais.
Reeducação alimentar é aprender a comer de novo: é uma coisa para a vida, portanto vou continuar a comer como tenho comido, a fazer exercício como tenho feito. E se tenho que perseguir um número, então que 2010 seja o ano do 65.

Eu tenho 1.64 (apesar de muita gente achar que pareço mais alta), o meu IMC está em 26 (excesso de peso) e apesar de me sentir bem assim, ainda não tenho um peso dito normal a julgar pela fórmula!

Continuarei aqui, convosco na luta, a partilhar convosco as desgraças e as vitórias, as minhas peripécias, as histórias dos que estão à minha volta... e também estou aqui para quem precisar de apoio, de um conselho, uma conversa.
Estou aqui para dar e agradecer pelo muito que já recebi de todas vocês.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

não tem preço



Entrar numa loja escolher os vestidos que achamos mais bonitos, ir para o provador e perceber que todos nos assentam bem não tem preço.

Vocês já devem ter passado por isto: o alívio de não ter de procurar os tamanhos maiores, a felicidade de escolher o que gostamos e não aquilo que serve.

E pensando nisto, vejo que a dada altura começo a passar longe das lojas onde antes comprava roupa, não sei se por raiva ou vergonha. Não entrar nas lojas onde conseguia comprar é uma forma de me distanciar do que fui: doí-me a imagem que tinha!

Acho que nem sequer cheguei a montar uma imagem mental de mim gorda, fugia disso, imaginava-me magra, sempre bem mais magra que aquilo que era.
E como ser gorda foi algo que aceitando, acomodada na falsa ideia de que não era assim tão gorda, agora fujo do que me lembre essa fase.

Experimentei uns vestidos para as inúmeras festas e jantares que se avizinham. Lembro-me da minha imagem de vestido reflectida no espelho, e a sensação com que fiquei era exactamente aquilo que procurava: sentir-me bem comigo. E chegar a casa e ver o ar babado do marido a olhar para mim ( a experimentar de novo os vestidos que comprei) e balbuciar qualquer coisa como "estás deslumbrante" faz-me sentir ainda melhor.

Podemos até perseguir um número, mas no final o que conta é isso.
Yes, you look wonderful tonight...

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

7 meses



Faz hoje precisamente 7 meses que entrei na minha RA: uma decisão depois de bater no fundo do desânimo, da tristeza e depressão.

E hoje?
Hoje amanheci com 70.5 (ainda na segunda tinha 71.8!), e é uma óptima prenda para estes 7 meses em busca da saúde e da alegria de viver.
Foram 7 meses de evolução para a meta a que me propus: 70 quilos. E hoje já só falta meio... Nos primeiros 5 meses perdi 25 quilos, nos últimos 2 a evolução foi um pouco mais lenta e perdi mais 5. Hoje totalizo 30.8 quilos perdidos!

É uma sensação estranha, estar tão próximo, dá-me serenidade, sem descurar os cuidados que sei que ter que manter a vida toda!

Logo que veja 70.0 faço o balanço definitivo e traço novos planos ou metas. Passar o Natal com 70 quilos e mantê-los depois das festas é o meu objectivo a curto prazo.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Na casa do 71

No sábado pesei-me e tinha 72.2, o que significa a semana que passou perdi 1.6 quilos. Para isso contribuiu a boa alimentação e o exercício quase diário.
Não posso dizer que passe privações de qualquer género: como bem, até como bastante e permito-me momentos de descompressão.

Na sexta estive com os amigos, alguns que não via há três anos, e outros com quem nem falava há mais. Mas correu bem. A conversa prolongou-se noite dentro. Claro que não houve aquele entusiasmo, abraços e beijos, porque ainda assim o afastamento corta alguns laços. Mas eles eram o meu grupo, os meus amigos, e reencontra-los, retomar as conversas, e pôr as novidades em dia foi muito bom. Ficou semi agendado um próximo jantar.

Ontem não houve exercício, foi dia de dormir e preguiçar...
Hoje amanheci com 71.8. Começo a semana na casa do 71, e o objectivo será ver um 70 até ao final da semana, tudo sem ansiedade nem stress.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Esqueci-me de festejar

No post anterior esqueci-me completamente... mas agora que estava aqui a fazer as contas, tenho que comemorar 29 quilos perdidos!

Desde o dia 25 de Abril, já vão quase 7 meses, e 29 quilos eliminados.
Quando se começa, o que mais desejamos é tudo para o dia a seguir. Tenho a dizer que o tempo passa bem mais depressa que o que julgamos. Este meio ano para mim, passou a correr. Quem me dera ter tomado esta decisão mais cedo e ter tido a força e a consciência que tenho hoje e me faltou antes.



A RA, a beleza e a vida social


Mais um dia na luta pelos 70 quilos até ao final deste mês.
Ontem foi dia de natação: 45 minutos. Normalmente chego da natação a casa cheia de fome, e ontem não foi excepção.

Para o jantar, uma sopa de peixe, cenoura ralada e vegetais salteados, romã e ananás na sobremesa. Mas antes de jantar ainda ataquei o pão com queijo, e foi esse pequeno pecado que me fez subir para a bicicleta elíptica depois de jantar e fazer 10 minutos, seguidos de mais 10 minutos de dança. Isso perfaz mais de uma hora de exercício: I'm getting good on this!

E hoje amanheci com 72.1 Kg.

Agora outros assuntos.
A minha pele durante o Inverno ressente-se do frio e fica desconfortável. Antes usava um produto muito bom que deverá ser incluído na minha lista de compras: Hydro Urgency de Helena Rubinstein.
Entretanto comprei o serum de hidratação intensa da Galenic e é muito confortável.

Entretanto estou a atacar a queda de cabelo com o Ducray programa intensivo: champô, ampolas e comprimidos.

Mais novidades: amanhã vou à abertura de uma exposição a convite de uma velha amiga - à noite no museu com mais uns amigos que já não vejo há alguns anos. No sábado tenho a estreia da peça de teatro de um outro amigo.
As próximas noites vão ser interessantes mas a questão que se coloca é: o que é que eu vou vestir? Existe maior dilema para as mulheres?
Isto para não falar no jantar de Natal aqui do trabalho, que se aproxima a passos largos.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Cada vez mais forte

De vez em quando preciso mesmo de ouvir e convencer-me de que sou forte. Que tenho determinação, que persigo os objectivos, que cumpro e atinjo o que me proponho.
Quando comecei esta caminhada não julguei possível chegar aqui, mesmo vendo outros exemplos, achava que eu não seria capaz de tanto. Mas, bati no fundo e meti os pés ao caminho. Simplesmente não podia continuar como estava.

Ontem, saí do trabalho às 18:30, cheguei a casa perto das 20:00 da noite e saí para uma aula, às 21:30 estava de regresso a casa.
O jantar estava pronto quando cheguei:
1 tigela de sopa de abóbora e courgete
1 fatia de pão de milho barrada com queijo vaca que ri light
um imenso prato de vegetais: cenoura ralada, esparregado de espinafres, puré de maçã reineta
bifana com ervas e mix de vegetais no forno
1 rodela de ananás

Depois de jantar, ligo a uma amiga que esteve doente e está em recuperação: meia hora ao telefone... depois liga-me outra amiga e mais meia hora ao telefone... e nisto é meia noite e eu ainda sem fazer os exercícios.

Estava cheia de vontade de me enfiar na cama, mas arranjei força nem sei de onde, e fiz 10 minutos de bicicleta elíptica e depois mais 15 minutos de abdominais. Creio que é importante manter a persistência e a frequência dos exercícios: se paramos um dia, no seguinte já não nos apetece, and so on...
Se criamos uma rotina, o corpo e a mente habituam-se e assumem isso como parte natural da nossa vida.
E assim vamos ficando cada vez mais fortes e capazes de dominar a preguiça!



terça-feira, 17 de novembro de 2009

Felling like a winner

Estou a 2 quilos e meio da minha meta. Ontem subi à balança ao chegar a casa e tinha 72.5, hoje de manhã tinha 72.4. Uma maravilha! Fico sempre mais motivada quando a minha amiga balança coopera!
Claro que o mais certo é subir de novo um pouco- a minha cabeça crê que estou com o peso certo e a minha boca permite-se a alguns deslizes e exageros.
Como já aqui disseram o importante é saber contornar. Já falta pouquinho.

Mas eu continuo descontente:quero uma barriga mais lisa e como outras amigas desta luta uns seios firmes. E se para a barriga posso insistir nos cremes e abdominais, não creio que existam exercícios para os seios (pois não há ali músculo) e os cremes para esta zona não me parecem eficazes. Se alguém tem uma experiência diferente faça favor de partilhar.

Outra coisa que me aflige agora: a extrema e persistente queda de cabelo, não é um cabelo aqui ou ali, são muitos mesmo, e não estou a exagerar quando digo que perdi uns dois terços da cabeleira que tinha. Portanto peço também conselhos sobre bons produtos para este problema.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

A sombra


Olá, depois do post anterior vi o peso subir até aos 73.8, e depois voltei aos 73.2, que é o peso que me acompanha há duas semanas, pelo que posso considerar que estou parada aqui.
Tenho feito exercício todos os dias , à excepção de ontem que passei o dia de cama, em estado febril. Mas reconheço que tenho comido mais que o que comia, porque este tempo dá-me fome, e daí o manter de peso.

De qualquer modo queria falar-vos da sombra, ou nuvenzinha que me persegue, sempre a buzinar-me aos ouvidos perguntas como:
Achas que vais conseguir fazer exercício todos os dias até ao resto da vida?
Acreditas mesmo que serás capaz de comer assim ad aeternum?
Mal venha o Natal empanturras-te e começas a inchar de novo!
Mais cedo ou mais tarde vais aumentar de peso grama por grama tudo aquilo que perdeste!
Desiste, estás destinada a ser gorda!

E isto faz-me mal... acaba por ser desgastante andar aqui a pensar que todo o esforço pode num instante ser destruído, por mim!
E depois penso que se fui forte o suficiente para perder 28 quilos, também terei força para continuar.
Vou oscilando entre o ser vencedora e ser vencida, e creio que só poderei clamar vitória daqui a uns anos, depois de passar provas como festas de Natal e Páscoas e férias...

Um beijo para todas que eu vou seguindo, muitas vezes sem tempo para comentar.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

O remorso e a culpa


remorso
s. m.
Manifestação pungente da afectividade humana que nos censura um acto que não devíamos praticar.

culpa
s. f.
1. Falta voluntária contra o dever; omissão; desleixo.
2. Causa (de mal ou dano).
3. Imputação.
4. Delito; crime; pecado.


Por vezes fico fula! Passo a explicar: ontem íamos para casa já tarde, a preguiça tomou conta do meu marido que insistiu para jantarmos fora porque já estava muito cansado... (depois de o termos feito na sexta, e no domingo). Eu ainda o tentei demover, afinal tínhamos sopa em casa e eu mesma faria mais qualquer coisa.

Não adiantou. Lá fomos a um restaurante novo, onde não havia nada grelhado, Fiquei de trombas, nem o jantar aproveitei direito, ali estava eu a comer bacalhau recheado, que é como quem diz frito, e batatas fritas a acompanhar, trouxeram-me uma amostrinha de cenoura. Estava fula, pela comida, por aquilo ser calórico e por não estar a comer como devia. Saí de lá de mau humor e culpar-me a mim por ter comido, a culpá-lo a ele por me ter levado... enfim.
Cheguei a casa enjoada do que tinha comido e com a culpa às costas, completamente KO depois de um dia de trabalho e dores de cabeça, e sem força para me pôr a fazer exercício.
Mas senti-me tão mal comigo por ter comido o que comi, que lá fui eu fazer 15 minutos abdominais, mais 20 de bicicleta elíptica,e para descontrair 10 minutinhos a dançar. Foram no total 45 minutos para expiar os meus pecados e livrar-me da culpa.

Hoje de manhã tinha 73.2. Menos mal.

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Os meus truques

Um grande obrigado a todas que aqui passaram e me tentaram animar apesar do peso ganho.
Entretanto hoje amanheci com 73.9, já mais próximo dos 73.3 da semana passada. Vamos ver como corre esta semana.

Então, às vezes recebo mails a perguntar como consegui, os meu truques, as minhas dicas e hoje decidi partilhar com todas alguns dos meus truques, que muitas de vocês já conhecem sobejamente:

- começo a refeição com sopa;
- se tiver fome antes do jantar em vez de atacar o pão, como uma fruta, a pêra é óptima a controlar o apetite
- faço uma salada para acompanhar o prato
- prefiro a fruta à sobremesa
- depois de jantar convém mexer um pouco antes de ir dormir
- no restaurante peço a comida (pode ser calórica, porque uma vez não são vezes) mas peço também sempre um prato com cenoura ralada sem molho: ao comer a cenoura enganamos o estômago, ficamos mais satisfeitas e comemos muito menos do prato principal
- durante o dia prefiro os iogurtes magros, e a fruta em vez dos snacks e barras de cereais que além de mais calóricos têm muito açucar e gordura
- passei a comparar os rótulos dos produtos que compro e a fazer compras mais inteligentes (para quê comer uma bolacha com 50 kcal se posso comer um iogurte que tem a mesma quantidade calórica, ou uma peça de fruta e ficar muito mais satisfeita durante mais tempo?)
- não vale a pena ser demasiado restritivo, a ideia é fazer uma alimentação com a qual nos sintamos bem e que consigamos manter: para mim é proibido proibir alimentos!
- se exagerar na comida tento compensar com mais exercício: mais uma caminhada, mais uns abdominais...


Entretanto já chegaram as minhas calças que foram substancialmente reduzidas, mas eu confesso que já me habituei aos vestidos e adoro!



sábado, 7 de novembro de 2009

Não percebo

Esta semana fiz exercício todos os dias à excepção de quinta. Foi uma semana de stress e de extremo cansaço, em que tve de combater a vontade de ir dormir e lá fui eu fazer abdominais, e ainda assim aumentei quase um quilo.
Uma tristeza imensa olhar para a balança e ver 74.1.


quinta-feira, 5 de novembro de 2009

No way back


Alinhar ao centro
Depois de muitos dias em que já não tinha calças para vestir, vou mandar apertar as benditas.
Vai ficar tudo no tamanho 38/40, portanto Electra livra-te de voltares a engordar, lembra-te do dinheirão que tens gasto em roupa nova porque a velha está larga, lembra-te do dinheirão que terás de gastar se engordares porque mandaste apertar tudo e depois vais ter que comprar tamanhos XL se engordares de novo.

E sendo assim, que Deus me ajude pelo menos a manter o corpo que tenho agora, que já não é mau!

Ora aqui fica a oração:

Deus, ajuda-me a ser magra e saudável.
Afasta de mim os alimentos mais calóricos e ajuda-me a resistir à tentação.
Torna-me forte para que saiba fazer as melhores escolhas
e dá-me força sempre que não me apetecer fazer exercício.
Dá-me Senhor um corpo bonito
e livra-me da celulite e flacidez.
E se eu pecar dá-me garra para recomeçar
ainda com mais vontade e afinco.
Não castigues a minha vaidade e acima de tudo,
Torna-me uma pessoa melhor.
Amen.


segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Corar



Não sei se algumas de vocês têm este problema. Eu acreditava que do alto dos meus 27 anos já o tivesse ultrapassado e confesso que já nem me lembrava da última vez (deve ter sido há uns dois anos atrás) que tinha corado.
Corar podia surgir por ter de falar em público, por falar com alguém desconhecido, estar numa situação desconfortável, enfim... quando era mais novita corava por tudo e por nada!
Hoje de manhã, nem de propósito, estava eu a escolher a roupa que iria usar e optei pela combinação de preto e vermelho.
Mal sabia eu, que bem ao fim do dia o vermelho iria passar da minha roupa para a minha face: e para isso bastou que um homem alto, sedutor, de postura afirmativa e confiante, mãos grandes, alto, ombros largos, rosto de linhas rectas e voz profunda, falasse comigo num contexto puramente profissional.
E à medida que ele ia falando, enquanto me olhava nos olhos, eu corava,e a dada altura eu já não sabia se ele me estava a olhar nos olhos, ou a observar-me corar.
É tão mau! É revelador de fraqueza! Para não falar que tenho um homem em casa! E ali estava eu a corar perante um homem que nem conhecia, e em vez de pensar no que queria tratar eu só consegui pensar: "Eu não posso corar!"
Ok, era um pedaço de homem... mas eu não me devia deixar afectar por isso, muito menos corar!

sábado, 31 de outubro de 2009

Recorde

Eu não sei como, mas esta semana perdi 2.3 quilos. É um valor anormal e fora do comum. O normal seria perder 1 quilo,valor que nos últimos tempos não tenho perdido nem de perto nem de longe.
Mas se no sábado passado tinha 75.6, hoje acordei com 73.3. E perder mais de 2 quilos numa semana é um colosso!

Animada pelos progressos súbitos, retornei à ginástica após o jantar: abdominais, elíptica e dança. Continuo com a natação duas vezes por semana, o que dá uma média de 30 minutos de exercício diário.

Novo peso, e já só faltam 3.3 quilos para a minha meta dos 70.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Exercício é bom... o sexo é o melhor

Custa começar e eu já me tinha esquecido da energia com que fico depois de 10 minutos abdominais, seguidos de mais 15 de bicicleta elíptica e depois mais 10 a dançar. Uuuuu, é a loucura, fico com a pica toda... para continuar depois ... na cama!
Ai meninas, também me tinha esquecido que o sexo era bom, mesmo bom, tão bom que hoje fiquei o dia toda à espera de chegar a casa. Sim parece que deixei de ser virgem ontem! Lolol, ontem teve realmente o sabor de uma nova descoberta, de uma coisa, boa, excitante e deliciosa. E hoje quero repetir!
Sinto-me uma teenager, doida, saudável e bem disposta! Mas com a sabedoria de uma mulher, que se sente cada dia mais bonita, mais apetecível e desejável, que aprendeu muito sobre si o sobre o mundo, que conquistou muitos dos seus objectivos, mas cuja sede não pára aqui.
E vocês, que têm a dizer sobre o sexo ( e a vida em geral) com alguns quilos a menos?

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Hoje: 75


Pois bem, faltam oficialmente 5 quilos para a meta a que me propus.
Comecei com 101.3 , perdi 26.3 e hoje a balança deu-me 75.

Sei que com 70 quilos ainda estou acima do peso (segundo a médica para mim 68 quilos já é um peso normal, mas o peso ideal é aquele com que te sentes bem- e estas palavras dela pareceram-me muito sábias.

Daqui até 1 de Dezembro quero perder estes 5 quilos. Parece-me uma boa meta, se me aplicar e cumprir aquilo que estou farta de saber.
Isto até Dezembro. Porque na quadra de Natal espero manter.


Agora quanto aos truques que a minha médica me passou para sobreviver ao Natal (ao que parece, podemos aumentar o peso em 2 quilos no mês de Dezembro, pois ingerimos em média mais 500 kcal por dia):
- encher metade do prato com os legumes cozidos e a outra metade com o bacalhau e batatas
- peru assado sobre camada de cebola para escorrer a gordura e nunca regá-lo com o molho que solta
- alternar a comida com frutas laminadas
- não servir só vinho, e alternar entre água e vinho (cada copo de vinho tem 150 kcal!)
- não abusar do azeite (aproximadamente 90 kcal por colher de sopa)
- à sobremesa colocar tudo o que queremos comer num prato pequeno e não repetir
- depois do almoço não ficar em frente à comida, sair para tomar café, passear e andar a pé


segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Início de semana com ânimo reforçado



O tempo não é meu amigo. Dá-me preguiça.
Mas hoje mesmo vou mudar isso. Fui à nutricionista hoje, que é tão porreira que me dá logo imenso ânimo.
Disse-me que é normal a partir de dada altura a perda de peso não ser linear,que é o que está a acontecer comigo!

Deu-me os parabéns pelo peso perdido, e sobretudo pela força de vontade, e capacidade de gerir o emagrecimento sem a sensação de insatisfação. Alertou-me para o facto de que com a natação posso não estar a perder peso mas a perder medidas e a ganhar músculo, o que é muito bom. E além disso trabalha o sistema cardíaco, respiratório, além de proteger a coluna. Por outro lado o ganho de músculo aumenta o metabolismo e faz com que mesmo em repouso gaste mais calorias. só vantagens.

A respeito do corpo ter tendência a voltar ao peso inicial, segundo ela o corpo estava habituado a trabalhar para mais quilos e portanto para ele esse seria o estado normal. Logo, o nosso corpo joga contra nós. Ainda segundo a nutricionista, o corpo assume que um determinado peso é o normal a partir de uma manutenção de peso de 2 anos. Poratanto quando se mantém mais de 100 quilos ao longo de 2 anos, é complicado baixar. Quanto mais próximo da meta, mais complicado ainda: o lado psicológico tem mecanismos que nos fazem abrandar.
Sabiam que para uma pessoa com excesso de peso basta reduzir 5% do seu peso para reduzir em 50% os riscos de saúde associados?

Ela deu-me ainda alguns truques para sobreviver ao Natal, que depois irei postar aqui.

A quem queira começar uma dieta: é possível perder 25 quilos em 5 meses de forma saudável e sem custo. Basta mudar pequenos hábitos e saber equilibrar: consumo de calorias e exercício. Aqui estou eu a prová-lo.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Post nº 100

É um mau dia quando uma colega nos diz que estava a falar de cremes para a celulite e que se lembrou logo de mim (bitch!).
Passa a ser um dia melhor quando chego a casa e a balança dá 75.6. (celulite, ah?! o que é isso comparado com a vitória de ter perdido mais de 25 quilos?)

Para compor o ramalhete vou deixar aqui os meus looks de Outono que se compôe assim:

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Post de ontem, post de hoje


De Ontem
À minha volta há casais grávidos, gente que me diz que ouve o relógio biológico que despertou. E eu fico na dúvida, cheia de duvidas.
Por uma lado sinto vontade de ter um filho em vez de um gato. Mas é uma vontade passageira, não é consistente. Não é uma coisa que eu queira mesmo, agora, já, ou que ache que me faça grande falta.
Ter um filho, visto de forma racional é uma tolice. É fazer tudo e dar tudo por outra pessoa. É abdicar de nós em prol de outro: um ser pequenino mas que vai crescer e tornar-se tão pessoa quanto eu, com qualidades e defeitos. É preciso tempo, dinheiro, espírito de sacrifício. E eu não sei se tenho tudo isso, ou mesmo se quero.

Mas há dias em que isso me bate de uma forma triste e quase nostálgica. Como se fosse algo que quisesse e não pudesse ter.
Questiono a minha relação, questiono se quero mesmo firmar este casamento e ter um filho. É tudo uma tolice, pode parecer tudo uma grande tolice. Tenho um marido que me ama, que faz tudo por mim.

Mas há coisas que por vezes não tolero, que me irritam nele. Até podem ser coisas mínimas, que não são o essencial. até podem ser aspectos que não afectam o nosso amor.

Ainda assim creio que está em tempo de eu pensar o que quero. Será a crise dos 7 anos? Será apenas frustração por ainda não ser mãe?
No fundo eu sei que este post já não terá significado, quando logo à noite voltar aos braços dele, como quem volta a um porto seguro.

De Hoje
(... e realmente voltei a o meu porto seguro, e bastou o gesto de lhe dar a mão para ele perceber as minhas tréguas...
que cessaram os medos, que estou junto dele de novo, que a tempestade amainou dentro de mim, e que podemos baloiçar-nos docemente nas águas calmas;
embalar-me no meu sono, onde o meu peito respira fundo num sono profundo e sossegado, de o saber ao meu lado, vigiando a minha respiração para me abraçar quando em sobressalto regresso dos meus pesadelos)

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Tudo mal

Estava eu a ficar melhor... para ficar pior.
Estou com herpes labial, e odeio, como é óbvio. Pelo que li o herpes pode ser activado pelo frio, pelo stress, mesmo pela febre.
O fim de semana não foi fantástico nem nada semelhante. Creio que estou a travessar uma pequena crise: devo estar a ser afectada pela maternidade e paternidade dos colegas e amigos e isso está a mexer comigo.


sábado, 17 de outubro de 2009

Fly with my Fly London

Olá meninas, obrigada pelos comentários abaixo, pelas dicas, por tudo.
Ontem durante a tarde fiquei muito melhor (depois de dois sulimed). E ontem à noite já saí para jantar, fui ao teatro...ai boa vida.

Hoje, fui fazer umas comprinhas: sapatos. Descobri como algumas de vocês que estou com o pé mais pequeno, de maneira que os sapatos e botas do ano passado estão enormes. E sabem que comprei eu?

Dois pares de botas Fly London, Vou deixar aqui as fotos modelitos (depois mostro umas fotos minhas com elas calçadas, ok?) : a bota alta preta e o botim castanho que amei e a que fui incapaz de resistir


O site da marca: http://www.flylondon.com
São giros, com bons materiais, confortáveis. Uma maravilha e além disso nacionais!

Agora preciso de investir numa boa mala. E voar por aí com as minhas botas!

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Doente


Dores de cabeça. Febre. Dores musculares. Cansaço extremo. Total incapacidade de concentração.
É como me senti o dia de hoje todo. Já engoli dois comprimidos de paracetamol, mas não creio que esteja a resolver o problema. Estou na mesma.

E amanhã tenho de ir trabalhar. Já tenho pilhas de coisas a acumular-se na minha secretária para fazer. E o facto de não conseguir concentrar-me em nada não está a ajudar.

Da forma como me sinto hoje não vai haver exercício, vou jantar e dormir. Já só quero a minha cama.

Update de sexta-feira: começou o corrimento nasal e as dores de garganta!

Remédios caseiros, comprimidos tiro e queda, sugestões? Deixem nos comentários por favor.

A receita da Electra

Em vez da francesinha cometi outro excesso alimentar: caldeirada de peixe. Sempre que fazemos este prato eu como imenso. Com a vantagem de que ele é muito mais leve, nutritivo, saudável e eu adoro.

Entao fica aqui a receitinha, há várias formas de fazer, podem fazer com qualquer peixe e colocar batata, mas eu fiz assim:

Ingredientes:
cebola
tomate
alho
salsa
pimento verde e vermelho
ameijoas
lombos de pescada
lulas

Preparação:
Colocar no fundo da panela as cebolas em rodelas e as ameijoas. Sobre estas os pimentos, os peixes, e a salsa( juntar já um pouco de sal sobre os peixes). Finaliza-se com a camada de tomate em rodelas e sobre ele alhos picados. Tempera-se com sal, e rega-se com um pouco de azeite.
Vai ao lume, e começa a soltar os líquidos onde o prato cozinha. Pode retificar-se os temperos, e adicionar umas gotas de piripiri. Em cerca de 20 minutos está pronto. pode-se sacudir o tacho mas nunca mexer, para não esfarelar os peixes, ok?



Como vêem, trata-se de um prato saudável (não abusar no azeite) , onde tudo coze nos próprios sucos. E é delicioso.
Façam e depois contem-me como ficou.

Podem ver outras formas de fazer aqui:


quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Com desejos

Tenho desejos, ando a salivar por uma francesinha há vários dias.
Um mix de coisas proibidas: pão, queijo, carne frita, enchidos, molhos... e batatas fritas, pois claro.
Chama-se a isto tentação e toda a gente sabe como a carne é fraca.
E não há alternativas light, simplesmente não existem francesinhas pouco calóricas!

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Desafio pessoal


Quero voltar aos meus progressos. E para tal:
- voltar ao exercício diário: 30 minutos por dia
- não comer pão
- não comer queijo e paté

Hoje pequei! Já há muito tempo que ando a pecar.
A partir de hoje volto aos bons hábitos, e só me permito ir às compras se conseguir retomar as boas rotinas. E como prémio, o bom consumismo. :)

Exercício:
Segunda 12 de Outubro: OK
Terça 13 de Outubro: OK
Quarta 14 de Outubro
Quinta 15 de Outubro
Sexta 16 de Outubro
Sábado 17 de Outubro
Domingo 18 de Outubro

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Apelo

Emagrecer é muito bom, até certo ponto.
Nos últimos dias tem sido o desespero de manhã, na hora de escolher o que vestir. Não tenho nada.
As calças estão larguíssimas e só com cintos é que é possível usar, os casacos de Outono e Inverno do ano passado parecem sacos, os vestidos igual, as saias é impossível usar porque caem... não tenho camisolas básicas para esta estação, blusas e camisas só as do Verão.

Sei que vocês passaram pelo mesmo. Eu de repente vejo-me sem roupa e sem muita margem de manobra. Terei que comprar alguns básicos, casacos de inverno que são caríssimos! E vou mandar apertar algumas peças.

Por isso lanço aqui o apelo, as meninas que tenham no armário roupa tamanho 42 (mais coisa menos coisa), que queiram dar, emprestar ou mesmo vender para se verem livres de roupas que já não usam, comentem, mandem-me mail, fotos, propostas de negócios. Deixo o meu mail: electaugusta@gmail.com

Fico a aguardar os vossos contactos. Beijinho para todas e um obrigada por tudo.

domingo, 4 de outubro de 2009

A aparência conta



Sei que me tenho queixado que o peso anda estagnado, mas ontem ao fazer as contas vi que o mês de Setembro perdi 4.6 Kg, o que é bem bom.

O peso de ontem, de antes de ontem e de hoje é 76.4. São 24.9 Kg perdidos, estou mesmo perto dos 25, para depois chegar aos 30!

O que muda para uma pessoa com 25 quilos a menos?
Hoje foco-me na área profissional: e parece que há coisas que mudam.
A aparência conta e apesar de ter sido escolhida pelas minhas capacidades e pelo meu currículo, as restantes colegas tem todas um corpinho invejável, beleza q.b... ou seja dois palminhos de cara que lhes abrem muitas portas. As minhas portas sempre foram abertas a pulso.

Sinto que estou a ser tratada de forma diferente no trabalho.
Porquê? De repente já sou "estupenda", de repente já me dizem que "os clientes afinal não tiraram os olhos de cima de mim", durante as reuniões (a que eu antes não ia), de repente "estou super elegante", assim de repente parece que o meu corpo valoriza o bom trabalho que faço e que já fazia mesmo com mais de 100 quilos. Que era o peso que tinha quando fui contratada por ser boa (profissional), e não por ser boa (fisicamente).

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Não convém esquecer



Olá. Por aqui o peso oscila mais ou menos meio quilo.
O meu objectivo era perder mais 7 quilos, mas parece que nos últimos tempos isto está mais inclinado para manter.

Mas RA é RA, e eu não posso descurar a comida e por isso fica aqui uma tabela calórica, porque o conhecimento não faz mal a ninguém e nunca é de mais: é a compilação do site da Roche, e tem os alimentos que se consomem aqui em Portugal.
Esta tabela parece-me muito credível e assim podemos comparar e fazer as melhores escolhas e também esquecer outras! Download aqui.


Apesar da estagnação do peso na casa 77, ainda assim tenho recebido muitos elogios, e a minha apresentação, nomeadamente ao nível da roupinha que visto, anda muito mais cuidada.
Ora o look compõe-se de:
- vestidos com cintos
- camisas com mangas de balão e calças de ganga justas
- sandálias altas
- cabelo comprido
- olhos dramáticos e boca nude
- sedução q.b.


sábado, 26 de setembro de 2009

77.1 na saga azul


Creio que estou obcecada com o azul:
- quero pintar o cabelo de preto azulado, apesar de ter medo que fique uma cor horrível com a água da piscina...
- uso o smokey eye com o azul da caixinha da Too Faced Skinny Dip
- o verniz Risque na cor azul hortensia nos pés
- a recente aquisição: saia azul eléctrico sobre tule preto

O peso, está em 77.1. Fez ontem, dia 25, 5 meses de Reeducação Alimentar. E em cinco meses consegui tirar de mim 24 quilos. É tanto que só consigo perguntar-me onde e como carregava eu este enorme fardo! E nem sequer vou repetir as vantagens de perder peso, e de me aproximar do peso ideal, porque essas já vocês conhecem sobejamente.


quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Novo peso: in blue

Depois de uma semana de estagnação, ontem e hoje já encontrei o número 77.9. É a primeira vez em muitos anos que vejo um 77!
Nada mau, porque o meu plano de exercícios tem-se resumido à natação e a dias mais ao menos em correria, sem tempo para as caminhadas, nem para o ténis e sem abdominais.
Mas não pode continuar assim!
A verdade é que tenho adormecido entre a uma e duas da manhã e acordado às sete. Pouco tempo de sono, mas até a hora de dormir tenho tido sempre coisas para fazer!

Confesso que me tenho desleixado um bocado na comida (ao jantar), tenho comido pão, queijo, paté. CORTA! Vamos tratar de mudar isto. E se andasse com juízo provavelmente já estava a ver o número 75!
As razões para este menor afinco são sem dúvida psicológica: já visto as roupas todas que vestia antes quando estava mais magra e o meu cérebro deve achar que estou muito bem e que já se pode refastelar. ERRO. Pensar que já podemos voltar aos velhos hábitos é meio caminho andado para recuperar todos os quilos perdidos.

Pronto, eu sei os truques, as fórmulas, percebo o mecanismo... alguém me explica porque é que não estou a agir em conformidade?

E assim vos deixo, espero que as vossas RA estejam boas, e que andem a fazer mais exercício que eu, e que comam melhor do que eu.

Dilema: pintar ou não pintar de novo o cabelo de preto com reflexo azul para completar o look "blue is the new black" com a sombra azul fashion da Too Faced que comprei?

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Our Fall Trends

Pois bem, creio que muitas de vocês meninas, tal como eu, que andaram a lutar desde a Primavera até ao Verão, por um corpo esbelto e cuidado, não queiram deitar tudo a perder no Outono.
Mas é tão complicado... Quantas de nós, mal o frio dá o ar de sua graça e nos encolhemos nos cobertores, dizemos adeus ao exercício, e passamos a comer como ursas que vão hibernar?

Por isso é que basta: vamos dizer não à engorda Outono/Inverno!

As principais tendências da moda para nós, esta estação são:
- alimentação saudável
- exercício
- manter o peso ideal ou continuar a perder os quilinhos a mais

E por isso criei este lema: glamourosa no inverno & sexy no verão - porque temos de cuidar do nosso corpo 365 dias por ano!


sábado, 19 de setembro de 2009

Águas paradas




Olá meninas.
Sei que tenho estado ausente deste blog e também não tenho comentado os vossos.
Isto deve-se a falta de tempo em geral: chego a casa tarde, trabalho, ando envolvida nas campanhas, enfim...

Ok. Venho aqui assumir que preciso de um plano de contingência: o Outono desregula-me, tenho frio, estou menos activa, como mais...
Resultado? O peso continua igual ao da semana passada mais grama menos grama.
Ok, amanhã vamos pôr isto nos eixos e volto aos posts mais habituais para que me possam dar na cabeça mais assiduamente, ok? Fica assim combinado? É que eu acho mesmo que preciso de uns tautaus.
Depois explico-me melhor para que possam ser mais incisivas nas chicotadas. Agora estou de saída!

Ah, só para dizer que tenho um brinquedo novo, e vou ver se adiro a um tarifário net no telemóvel para poder postar em qualquer lugar.


quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Incrédula


Hoje tive uma agradável surpresa.
Todas as manhãs se repete o ritual místico de decidir o que vestir... indecisa, olho de soslaio as peças X: aquelas que eu usava quanto estava magra, tinha por volta dos 70 quilos, que usava há 7 anos atrás, que foi quando conheci o que é hoje meu marido.
Todas temos as nossas peças X: aquelas especiais, em que almejamos entrar de novo.

Confesso que ainda este ano antes de começar a dieta as arrumei num canto e estava decidida a doá-las para caridade porque não acreditava simplesmente que alguma vez viesse a caber dentro delas de novo.

Então hoje lá olhei para elas, e decidi vestir só mesmo para ver quanto é que falta para as usar de novo. E pasmei, aliás quase dancei de felicidade: o casaquinho de ganga justo até estava largo na barriga, os dois pares de calças perfeitos, um deles já folgado no rabo e barriga.
Isso revela-me algo estranho: tenho 78.5 quilos, que é o que balança me deu hoje, mas o meu corpo está com as medidas de quando eu pesava à volta dos 70 quilos. Não é estranho?

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Gostar de mim


Eu gosto!
O post de hoje pega num simples episódio do quotidiano para lançar umas achas para a fogueira (das vaidades), e até poderia chamar-se: Gostas de ti ou gostas que os outros gostem de ti?

Ainda na saga das compras... enamorei-me por uma blusa, que experimentei e me ficava lindamente, tirando o pequeno pormenor de ficar um pouco justa no peito, uma vez que o meu é de um tamanho " grande q.b." , que é como quem diz 95D. Quando peço o meu número à menina, ela traz-me uma blusa 2 números abaixo. Quando lhe repito o número, pede desculpa, porque diz que olhou para mim e achou que aquele seria o meu número...
Mas valeu o elogio implícito: ela achou-me mais magra que o que sou! Estas pequenas coisas, de tão pequenas são quase absurdas, mas fazem uma mulher feliz*!



* creio que qualquer mulher que já foi/ainda é gordinha se sente (quase) sempre lisonjeada por a acharem magra/ mais magra... na verdade poder-se-ia interpretar isso como insegurança, falta de amor próprio ou uma necessidade de aprovação por parte dos outros. Não creio que seja o meu caso. Mas... e não será em parte? Não queremos realmente que nos achem bonitas? Se assim não fosse porque nos dariamos ao trabalho de escolher a melhor roupa, pôr maquilhagem ou tentar atingir o peso ideal? Humm... Isto pode gerar controvérisa. Deixo aqui à reflexão!
Mas creio que mais importante que os outos gostarem de nós é nós mesmas gostarmos, termos orgulho, e mesmo vaidade, no que somos, e como somos.
Se gostares de ti, os outros também gostarão. Concordam?


[Hoje também experimentei um perfume de que gostei particularmente, e vai ser difícil tirá-lo da cabeça. Dsquared She Wood. Alguém tem?]

terça-feira, 8 de setembro de 2009

79

Nada melhor que voltar às rotinas para que tudo corra direito e o processo ganhe avanço.

A balança deu-me uns simpáticos 79. Ok, lá vou eu repetir, mas cada quilo perdido é uma vitória, e neste caso já são 22.3. Faltam 9.
E eu para comemorar comprei outras calças (nº 33)... as que comprei antes das férias que ainda nem tinha usado, percebi hoje que estão largas! Lá terei que mandar apertar.

Com a chegada do Outono, o tempo não é tão apelativo para sair e caminhar, como fazia no Verão.
Plano de exercícios de Outono:
- natação 2x por semana
- abdominais e/ou elíptica 3x por semana
- caminhada 2x por semana
- ténis 1x por semana

A alimentação tem sido controlada e equilibrada. Não tenho cometido excessos ou deslizes desde que voltei de férias. Se bem me lembro, da última vez que abusei, foi da caldeirada de peixe com tomate. E abusar de alimentos saudáveis, não faz assim tão mal!Os meus novos favoritos em termos gastronómicos são mesmo a caldeirada e a sopa de peixe. Isto é quase inacreditável!
Aliás, dou comigo a comer sopa no shopping, ou mesmo no Mcdonalds!

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Hipertiroidismo e hipotiroidismo

Creio que não tinha ainda aqui falado do meu problema de saúde (agora controlado).

Quando tinha 17 anos comecei a emagrecer do nada, e sem causa aparente: foi-me diagnosticado hipertiroidismo. Depois do tratamento com iodo radioactivo, passei a hipotiroidismo e o peso voltou em força.
Agora tomo diariamente o medicamento de substituição (eutirox) que me vai acompanhar para o resto da vida.

A tiróide é responsável por muitas das coisas que nos afectam, e influencia de forma decisiva o nosso metabolismo: que no meu caso é lento o que leva a um aumento de peso. Nos últimos anos não tive a bem dizer período, e com o passar dos meses desisti de fazer testes de gravidez, tornou-se normal. Mas este mês o meu corpo deve ter-se regulado, porque ele apareceu e não se limitou a dizer um tímido olá...
Outra coisa que a tiróide afecta é a pele, o cabelo e as unhas. E talvez ainda mais grave que isso, a concentração e a memória.

Por isso tenho que tomar religiosamente o Eutirox sem esquecimentos...

Deixo aqui para os interessados, os sintomas mais comuns, e estejam atentos, porque por vezes o aumento ou diminuição de peso pode ser sintoma de problemas da tiróide:

Hipertiroidismo

• Ansiedade e irritabilidade

• Insónia

• Perda de peso, por vezes muito acentuado, acompanhada de aumento de apetite

• Suor abundante

• Tremores e palpitações

• Cansaço muscular acentuado

• Alterações no ciclo menstrual

Olhos salientes (exoftalmia) e avermelhados.

Movimento ocular diminuído, descoordenado e visão dupla - diplopia (doença de Graves).

Lacrimejo e sensibilidade ocular à luz.

Bócio

Hipotiroidismo

• Ciclos menstruais irregulares ou falta de menstruação

• Diminuição da fertilidade e do desejo sexual

• Queda de cabelo

• Unhas e cabelos secos, quebradiços e de crescimento lento

• Pele seca

• Dificuldades de concentração e memorização

• Ritmo cardíaco mais lento

• Depressão

• Sonolência

• Prisão de ventre

• Aumento de peso

• Colesterol elevado

• Intolerância ao frio

• Cansaço fácil e fraqueza muscular

sábado, 5 de setembro de 2009

De patinho feio a cisne



Dias assim são a verdadeira maravilha. Estou tão ocupada que me abstraio de coisas menos positivas ou menos boas.
Ontem, depois de uma semana de trabalho, saímos, fomos a um concerto.
Hoje a manhã compôs-se de uma aula de natação, seguida de uma hora de ténis. Nunca me havia imaginado a fazer desporto! Pelo menos não tanto.
Agora estou a preparar uns documentos para a reunião que vou ter logo à tarde.
À noite tenho ainda outro espectáculo.

Agora sobre compras... fiz umas aquisições amorosas:
- sombra verde água, blush e rimel da marca Essence (adorei o rimel, porque só consegui um resultado assim com o Channel)
- um rimel da Mybelline, o Lash Stiletto, que não é assim tão maravilhoso
- vernis casco de cavalo para ver se endureço as unhas
- verniz Essence multi dimension na cor late at night
- lápis para smokey eye da Essence
Ainda não testei tudo, depois digo de minha justiça.

O peso, está muito bem: 79.5 quilinhos. Já só faltam nove e meio.

Já vos tinha contado que no regresso ao trabalho, as colegas, as conhecidas, comentaram todas como estava magra, como estava bonita, e como estava bem...
Pois pasmem, ontem foi a vez dos homens. Colegas de trabalho, aliás um deles, diz-me que estavam a comentar entre eles ( boss incluído) como eu estava magra e elegante. Achei um piadão. Sobretudo vindo de quem veio. Lolololol, o que me tenho rido sozinha à conta disso.

A respeito da natação ainda, AMEI! É que nem me lembrei se era gorda ou magra, acho que deixei tudo de lado, esvaziei a mente, estive super à vontade e senti-me muito bem.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Na casa do sete



Sim. Hoje a balança mostrou-me 79.8, o que significa que deixo para trás a barreira psicológica dos 80 quilos.
21. 5 Kg perdidos em 4 meses e uma semana.

Estou feliz... mas vou esperar por amanhã, para confirmar o peso ao levantar.

Muitas notícias.
Vou começar a fazer natação: eu que nem nadar sei, lolololol... portanto vou aprender a controlar o pânico da água no nariz.
Já vos tinha contado que tinha começado com o ténis que agora ficará remetido para o fim de semana.
E venho agora da caminhada de uma hora.

Hoje encontrei a minha amiga "anjo da guarda". Começamos a falar há cerca de um ano, só nos encontramos agora esporadicamente, mas é uma pessoa espectacular e sem dúvida que foi ela que me deu uma grande força para começar com os exercício e perder um pouco de peso. Por isso senti-me orgulhosa e até emocionada, ao dizer-lhe hoje (já não nos víamos há cerca de 2 meses) que ela é uma pessoa que faz bem às outras! E é mesmo! A Zé é um anjo que veio à terra para fazer bem a muita gente.

À medida que o peso desce, sinto por vezes terror. O medo de voltar a engordar, voltar a tudo aquilo que eu quero deixar no passado. E rezo para que este seja o início de uma nova vida.

Porque por muito que doa:
- se me dizem que estou bonita agora é porque não estava assim tão bem antes
- se gostam mais do meu corpo agora, é porque gostavam menos antes
- se sou mais atraente agora é porque era menos antes

Pode parecer redundante ou mesmo fútil, mas não me posso voltar a enganar e a viver no "mundo faz de conta que sou gorda mas sou realizada e feliz", isso é um engano. E nesse aspecto eu enganei-me, porque me queria mesmo enganar, ao longo dos últimos 6 anos, e acreditar que estava tudo bem, que eu estava bem, que o meu peso estava bem.

Acorda Electra, e mantém esses olhos bem abertos, não te deixes adormecer, nem enganar.

A banda sonora do momento, e eu que até nem morro de amores pelo fado, é:
António Zambujo
Carminho
Camané
Ana Moura

Boas músicas e boas RA para vocês: não vale desleixar com a chegada do Outono, ok?

sábado, 29 de agosto de 2009

Leve e feliz!



Pois é. Hoje é dia de comemorar, e porquê?
Pois subi à balança e ela disse-me que eu peso 81.3... Sabem o que isso significa? Que perdi 20 Kg (em 4 meses).
Por isso resta-me ficar assim nas nuvens, feliz, feliz... e a rezar para que daqui a dois meses esteja aqui a comemorar os 70 quilos que tanto ambiciono.

Daqui a dois dias estou de regresso ao trabalho, e de regresso aos meus hábitos mais comedidos.

Ainda ontem me encontrei com um casal amigo, ela uma das minhas melhores amigas, fez recentemente uma operação para aumentar o peito (que a bem dizer não tinha) e estava radiante. Já não nos víamos há alguns meses(antes de eu começar a RA), e surgiu a pergunta dos quilos perdidos, são tão meus amigos que não podia fugir. Respondi 19. E eles ficaram boquiabertos...

Creio que às vezes olhamos para as pessoas, as achamos gordas mas não temos ideia de quanto possam pesar, por isso é que perder 20 quilos não significa estar magro, quando ainda há mais a perder até se poder considerar um peso aceitável. Mas eu chego lá! E além disso sei que a minha amiga também ficou orgulhosa de me ver assim, mais bonita, mais à vontade, mais tanta coisa!

O importante é fazermos o que está ao nosso alcance para nos sentirmos bem! Como disse estou nas nuvens!!!! Já percorri dois terços do caminho.
Point of no return and there's no way to come back!

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

O peso e as fotos

Em férias houve muitos erros, compensados com muitas horas e muitos quilómetros de caminhadas.
Este ano estou sem pachorra para deitar ao sol a esturricar. Então as férias são uma sucessão de visitas a lugares com caminhadas incluídas.

Mas quem vai a Trás-os- Montes tem de provar a posta, e a alheira de caça... Depois junto à praia, as caldeiradas de peixe, as ameijoas, o arroz de marisco...
Em Ovar o pão de ló, e em Aveiro os ovos moles! Em Ponte de Lima o arroz de sarrabulho e os rojões.
Estes passeios também tem muito de gastronómico, mas o melhor é ter sempre um olho na balança e não deixar as coisas saírem do controlo.

Posto isso, estou com 81.7 hoje. Já falta pouquinho para os 20 Kg perdidos.
Aqui em casa, não há delírios: abuso das saladas de cenoura, dos pêssegos e do melão; e a comida são grelhados e assados, sem batata ou arroz, mas com direito ao pão e ao queijo.

Claro que nos últimos dias o peso parecia querer aumentar em vez de diminuir... mas tomei as rédeas da alimentação, e paraí que quem manda no meu corpo sou eu!

Para algumas meninas que pediram fica aqui umas fotos minhas de antes: a 1ª foto foi a 1 de Maio , as seguintes pouco tempo depois, e a última agora. http://farm4.static.flickr.com/3430/3858206023_feff2ac1b6_m.jpg


Hum, olhando para as fotos acho que não dá para notar muito a diferença. Talvez depois arranje umas melhores. Mas bem ou mal, façam o favor de comentar!

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Notícia de hoje



A balança deu-me 82.2 Kg: são 19.1 Kg perdidos desde 25 de Abril de 2009.

Claro que a minha dieta tem tido altos e baixos. Normalmente o peso aumenta se:
- abusar no pão, é o hidrato de carbono da minha predilecção, e se comer a mais, isso reflecte-se no peso
- não fizer exercício por mais de 2 dias
- estiver de férias, é mais difícil controlar e não cometer erros


Em relação ao post anterior: claro que ainda não sou uma topmodel, nem nada que o valha, mas sinto-me melhor comigo e é o que basta. E além disso, tenho um problema, acho-me sempre mais magra e mais gira que o que as fotos me revelam.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Totally new life



De repente, apercebo-me que avida recomeça para mim aos 27 anos depois de 6 anos de estagnação.
De repente apercebo-me que não andava a viver, ou que pelo menos não tirava muito prazer disso.

Agora:
- tenho 18 quilos perdidos
- faço exercício quase todos os dias
- comecei a jogar ténis
- em Setembro começo com a natação
- saio de casa, passeio, faço milhentas coisas num dia
- faço compras com prazer e a roupa serve-me
- meto-me em roupa que não vestia há 6 anos
- uso vestidos e calções curtinhos
- recebo piropos e olhares na rua, de homens e mulheres
- a vida com o meu marido está melhor que nunca
- o sexo está melhor que nunca

Resumindo: adoro a minha nova vida, a minha nova silhueta, o meu novo corpo. Há toda uma maneira de estar diferente, menos inibida, mais social, mais afirmativa e segura de si.
E essa maneira como nos sentimos passa de nós para os outros. De certa forma os outros são levados a ver-nos de maneira diferente.
Quem está de bem com a vida não passa indiferente.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails