domingo, 12 de julho de 2009

Eles e o casamento



Notícias das minhas amigas, claro! Essa crónica que já se torna um habitué!

Ainda esta semana falava com a minha amiga Ju. Amigas há já alguns anos, desde os primeiros da faculdade. Lembro-me que quando nos conhecemos falou-me logo do seu namorado: Telmo.
E ao longo dos anos, não foram poucas as vezes que a Ju se desentendeu com o Telmo. Normalmente questões de pulso: quem decidia, quem se mantinha firme, e quem dava o braço a torcer.
O amor tem destas coisas e, em todas as situações que me recordo, a Ju cedeu. Eram coisas muito simples, desde, onde vão nas férias, ou quem vai visitar quem no fim de semana. Tudo o que não fosse confortável para o Telmo, ele descartava-se. A Ju, cedia.

Acabaram os tempos de faculdade, e a Ju voltou para a sua terrinha, e por força das circunstâncias (ou porque ela assim o decidiu) ficou a trabalhar na vilazinha onde ele trabalhava. Recusou o lugar para que a tinham chamado em Madrid, em prol da relação, e ficou-se por uma vila do interior.

Ao longo dos últimos tempos, sempre que me liga queixa-se:
da falta de tempo, do excesso de trabalho, que chega a casa e que tem de tratar da roupa e do jantar (esse rosário que vocês já imaginam). E agora começa a queixar-se do Telmo.

Como disse, a Ju, vive no interior, tem família: pais, avós, sobrinhos e primas, e todos eles vêem com maus olhos, a Ju viver com o namorado, sem estar casada. "é feio, as pessoas falam" e trinta por uma linha...

E também creio que um dos sonhos da Ju era casar-se, vestida de branco, com um vestido desenhado por si, e sair da igreja de braço dado com o Telmo, claro! Mas com estes cortes e negas, já diz que casa pelo civil, e faz uma cerimónia muito simples só para os mais chegados, e que não conta gastar muito dinheiro nisso!

O que é certo é que a irmã da Ju vai casar, e aumenta a pressão para ela casar. E segundo ela me diz, sempre que fala nisso ao Telmo, ele esquiva-se, diz que não há condições, que ela é chata por falar sempre nisso...
E eu nem sei o que lhe dizer: se digo que ela tem razão deito lenha para a fogueira, se digo que isso passa, ela vai achar que estou a minimizar os problemas dela... ai!

E vocês o que acham desta fobia dos homens ao casamento, mesmo quando já vivem em união de facto?
E estando em união de facto, vale a pena casar?
A Ju diz que sente que está a viver na casa dele, não na casa deles. Terá isso a ver com o casamento?
E claro, eu só ouvi um lado da questão...

Quero aproveitar para pedir desculpa por não comentar, pois ando completamente sem tempo!

7 comentários:

  1. para mim viver em união de facto ou ter um papel que atesta a união é exactamente a mesma coisa,mas essa é a minha maneira de pensar e de estar na vida.
    agora a verdade seja dita;nós mulheres temos a enorme capacidade de dar "a volta" a um homem e eles qd estão perdidamente apaixonados cedem,como tal é a ju pedir o telmo em casamento,se ele não aceitar é pq não está assim tão apaixonado,mas sim acomodado....

    ResponderEliminar
  2. União de facto ou casar não é bem essa a questão. A questão é estarem os dois felizes com a escolha. Conheço casais que vivem em união de facto há anos e são felizes dessa maneira, por outro lado também conheço casais que tinham opiniões diferentes quanto a casar, esses acabaram por casar mais para fazer vontade às namoradas pois eram elas que tinham esse sonho.
    Normalmente os homens vêm no casamento um desperdício de dinheiro e não para declararem o seu amor pela companheira, para eles o casamento não é prova que as amam mais ou menos. Muitos acabam por o fazer porque percebem que isso faria as namoradas mais felizes e também para agradar as famílias. Acho que também existe neles aquele mito de que a patir do casamento tudo muda, as mulheres já não lhes ligam nenhuma, ficam gordas e descuidadas, acaba-se o sexo e etcs- parvoíces que os homens pegam uns aos outros baseados só em preconceitos.
    Se calahr o namorado da tua amiga sente-se bem como estão e não ve necessidade em mudar mas devia dar-lhe ouvidos pois se gosta dela e quer fazê-la feliz mesmo que ele não veja a necessidade de casar então que o faça para não ver a namorada insatisfeita.

    ResponderEliminar
  3. Maria mania não consigo ver o teu perfil!

    ResponderEliminar
  4. Bem, que situação. Antes de tudo, penso que só pelo facto de ela sentir que a casa é dele e não dos dois é mt mau e indica que a relação não é assim tão forte. Claro que eu falo através das minhas experiências e vivências, cada casal é diferente do outro, tal como as pessoas. Qt ao casar, até acho que não é importante, mas se ela faz tanta questão e ele não acede a isso, é estranho.

    ***

    http://www.branquinha-light.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Toda a relação tem um ar estranho... casar ou não casar parece-me a menor das questões...

    ResponderEliminar
  6. Olá Electra :)
    Realmente o que me custa é a parte em que falas que ela n se sente na casa dela tb ...
    Como é obvio isso ao meu ver é mto importante ...
    pois se ela n se sente como parte da casa, é pq a personalidade dele faz com que ela se sinta de fora!
    Não compreendo pq, falta essa parte da historia!
    Quanto ao casamento n acho que seja assim tao linear ... há mtos homens q querem casar sim!
    Agora ser ela só a ceder ... se ela fosse feliz assim ... n vejo mal ... há sempre um dominante e um submisso! :D
    Bjinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  7. já tnh o perfil disponível, passa no meu blogue, começou como um blogue de dietas mas parece-me q o tema está a mudar para o diário do que me vem à cabeça..

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails