sábado, 29 de agosto de 2009

Leve e feliz!



Pois é. Hoje é dia de comemorar, e porquê?
Pois subi à balança e ela disse-me que eu peso 81.3... Sabem o que isso significa? Que perdi 20 Kg (em 4 meses).
Por isso resta-me ficar assim nas nuvens, feliz, feliz... e a rezar para que daqui a dois meses esteja aqui a comemorar os 70 quilos que tanto ambiciono.

Daqui a dois dias estou de regresso ao trabalho, e de regresso aos meus hábitos mais comedidos.

Ainda ontem me encontrei com um casal amigo, ela uma das minhas melhores amigas, fez recentemente uma operação para aumentar o peito (que a bem dizer não tinha) e estava radiante. Já não nos víamos há alguns meses(antes de eu começar a RA), e surgiu a pergunta dos quilos perdidos, são tão meus amigos que não podia fugir. Respondi 19. E eles ficaram boquiabertos...

Creio que às vezes olhamos para as pessoas, as achamos gordas mas não temos ideia de quanto possam pesar, por isso é que perder 20 quilos não significa estar magro, quando ainda há mais a perder até se poder considerar um peso aceitável. Mas eu chego lá! E além disso sei que a minha amiga também ficou orgulhosa de me ver assim, mais bonita, mais à vontade, mais tanta coisa!

O importante é fazermos o que está ao nosso alcance para nos sentirmos bem! Como disse estou nas nuvens!!!! Já percorri dois terços do caminho.
Point of no return and there's no way to come back!

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

O peso e as fotos

Em férias houve muitos erros, compensados com muitas horas e muitos quilómetros de caminhadas.
Este ano estou sem pachorra para deitar ao sol a esturricar. Então as férias são uma sucessão de visitas a lugares com caminhadas incluídas.

Mas quem vai a Trás-os- Montes tem de provar a posta, e a alheira de caça... Depois junto à praia, as caldeiradas de peixe, as ameijoas, o arroz de marisco...
Em Ovar o pão de ló, e em Aveiro os ovos moles! Em Ponte de Lima o arroz de sarrabulho e os rojões.
Estes passeios também tem muito de gastronómico, mas o melhor é ter sempre um olho na balança e não deixar as coisas saírem do controlo.

Posto isso, estou com 81.7 hoje. Já falta pouquinho para os 20 Kg perdidos.
Aqui em casa, não há delírios: abuso das saladas de cenoura, dos pêssegos e do melão; e a comida são grelhados e assados, sem batata ou arroz, mas com direito ao pão e ao queijo.

Claro que nos últimos dias o peso parecia querer aumentar em vez de diminuir... mas tomei as rédeas da alimentação, e paraí que quem manda no meu corpo sou eu!

Para algumas meninas que pediram fica aqui umas fotos minhas de antes: a 1ª foto foi a 1 de Maio , as seguintes pouco tempo depois, e a última agora. http://farm4.static.flickr.com/3430/3858206023_feff2ac1b6_m.jpg


Hum, olhando para as fotos acho que não dá para notar muito a diferença. Talvez depois arranje umas melhores. Mas bem ou mal, façam o favor de comentar!

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Notícia de hoje



A balança deu-me 82.2 Kg: são 19.1 Kg perdidos desde 25 de Abril de 2009.

Claro que a minha dieta tem tido altos e baixos. Normalmente o peso aumenta se:
- abusar no pão, é o hidrato de carbono da minha predilecção, e se comer a mais, isso reflecte-se no peso
- não fizer exercício por mais de 2 dias
- estiver de férias, é mais difícil controlar e não cometer erros


Em relação ao post anterior: claro que ainda não sou uma topmodel, nem nada que o valha, mas sinto-me melhor comigo e é o que basta. E além disso, tenho um problema, acho-me sempre mais magra e mais gira que o que as fotos me revelam.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Totally new life



De repente, apercebo-me que avida recomeça para mim aos 27 anos depois de 6 anos de estagnação.
De repente apercebo-me que não andava a viver, ou que pelo menos não tirava muito prazer disso.

Agora:
- tenho 18 quilos perdidos
- faço exercício quase todos os dias
- comecei a jogar ténis
- em Setembro começo com a natação
- saio de casa, passeio, faço milhentas coisas num dia
- faço compras com prazer e a roupa serve-me
- meto-me em roupa que não vestia há 6 anos
- uso vestidos e calções curtinhos
- recebo piropos e olhares na rua, de homens e mulheres
- a vida com o meu marido está melhor que nunca
- o sexo está melhor que nunca

Resumindo: adoro a minha nova vida, a minha nova silhueta, o meu novo corpo. Há toda uma maneira de estar diferente, menos inibida, mais social, mais afirmativa e segura de si.
E essa maneira como nos sentimos passa de nós para os outros. De certa forma os outros são levados a ver-nos de maneira diferente.
Quem está de bem com a vida não passa indiferente.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Depilação


Esse drama de todas nós, que ainda nos tira uns euros jeitosos da carteira... pois é, reparei que a minha esteticista usa um aparelho roll on, e vai daí, fui à net procurar.
Encontrei alguns sites onde vendem as recargas de cera roll on e o punho respectivo para a aquecer.
Até que hoje, numa loja de produtos de cabeleireiro (site da loja), encontrei uma promoção fantástica: Manípulo Individual + Anadia Emulsão calmante Pós-depilação 500ml + 1 Cera roll flying +Banda (100unid.) por 19 euros. Um verdadeiro achado, sobretudo se compararmos os preços individuais (só a loção custava 14).

Experimentei agora depilar meia perna (cera de leite para pêlos curtos) e faz-se bem, contando que não tenho prática nenhuma na autodepilação com cera! Os restos de cera removem-se com óleo de bébé.
Acho que a cera não aquece muito, não queima portanto! Mas também não a achei extremamente fluída.

Mas nada melhor que umas pernas depiladas, lisas e suaves ao toque. Nunca vos aconteceu estar com a depilação por fazer e sonhar que partem uma perna e encontram no hospital o médico mais giro, ou o enfermeiro mais jeitoso do pedaço? Melhor prevenir que remediar!

Em resumo, parece-me uma boa compra ainda assim, para usar entre as idas à esteticista. E vocês, quais os vosso truques e técnicas?

sábado, 8 de agosto de 2009

Só problemas!


amor algo irresistible by ~girlheartbrok

Olá. Nada melhor que uma preocupação para nos fazer emagrecer! Esta semana foi assim mesmo, no domingo tinha 85 Kg e hoje tenho 83.6. Mas aí a felicidade pelos quilos perdidos desvanece-se.

Liga-me a minha amiga Ju e diz que a sua relação de quase 10 anos, está prestes a ruir. Lembram-se daquele post sobre o facto de ele não querer casar? Pois o que se segue são os episódios seguintes.

A Ju ligou-me, e diz que a situação está na corda bamba. Mais uma vez o pressionou sobre o casamento e a resposta dele foi: não me sinto preparado para casar contigo. Isto seria simples, se entretanto as desconfianças dela não crescessem em relação à amiga dele recente (que entretanto ela descobriu que ele lhe ofereceu prendas e com quem fala da sua vida intima).
As mulheres quando desconfiam vão até ao fim, e ela vasculhou o mail dele, as mensagens do telemóvel, mas ele já havia apagado todas as pistas.

Entretanto, ainda abalada com a resposta, pede que ele lhe explique a razão de não estar preparado, e o resultado da conversa foi um : "já não gosto de ti como gostava".
Acho que isto deixa qualquer pessoa de rastos. Sobretudo quando não se tem consciência sequer de que a relação estava assim tão mal.

Entre isto surgiram as acusações (por parte dele, que ganha apenas o dobro da minha amiga) da gestão do dinheiro, de quem pagava as contas. Basicamente acusa-a de viver à custa dele, de o explorar.

Perante isto, a minha amiga não saiu ainda de casa, anda perdida e sem saber o que fazer. Não tem coragem de voltar casa dos pais, para não lhes dar a entender o estado da situação, e sofre. Sofre porque apesar de ele lhe ter dito para não ir embora, não lhe disse que a amava, nem que ela era a mulher da vida dele, essas coisas todas que ela queria ouvir.
E tem ainda a amiga dele, por quem claramente tem uma atracção (apesar de ela não saber se aconteceu mais alguma coisa para além disso).

Não sei como a ajudar, estou a algumas centenas de quilómetros de distância e tudo se torna mais complicado. Aconselhei-a a sair de casa, fosse para onde fosse... embora tema por ela. Diz que não consegue comer, tem que trabalhar e também não se consegue concentrar...

A tristeza e a preocupação invadem-me. Preciso também dos vossos conselhos, da vossa experiência para a poder ajudar.
Alguém por aí que deite as cartas, leia a sina ou veja o futuro? Uffa... jogar no escuro é sempre muito mais complicado.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Voltei

Olá. Estes dias souberam invariavelmente a pouco. Fui a museus, estive na montanha, no mar, no rio, visitei cidades, e visitei aldeias perdidas no coração da serra. Esteve bom tempo, o céu azul... estive no interior e no litoral, muitos quilómetros percorridos! E salvo uma pequena chatice até correu bem.

A minha pele, não está morena, mas com sardas!

A alimentação: cedi a algumas tentações mas resisti aos doces, às sobremesas, e mesmo às bebidas com álcool, salvo uma bela sangria (bem refrescante!).

Saí com 86.4 e hoje de manhã a balança devolveu um 85.0 redondo! E 85 era mesmo o meu peso meta para o final do desafio do bikini (apesar de não ter cumrido propriamente o desafio, quer por estar fora, longe da net, enfim...)
Diverti-me, não fiz sacrifícios e perdi 1.4 quilos nas férias! Assim estou muito mais descansada.

Fazendo o balanço, já perdi mais que o que me falta, já ultrapassei a metade desta caminhada. 16.3 perdidos. Faltam 15.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails