sábado, 26 de junho de 2010

Depilação a laser



Olá meninas.
Estou aqui com uma dúvida existencial. fazer ou não fazer depilação a laser ( ou luz pulsada). E porquê?
Como faço natação, estou constantemente a depilar as virilhas, seja como máquina ou cera, e já tenho muitos pelitos encravados. O que não é nada bonito, e eu não gosto. Vai daí, sei que há agora inumeros centros que já fazem a chamada depilação definitiva, e estou tentada. Mas não convencida.
Há diferenças entre o laser e a luz pulsada e continuo sem saber qual o melhor.
Os preços nem sempre são convidativos e há uma tal disparidade de preços, que é impossível não desconfiar do que é mais barato.
Tenho medo das queimaduras. E tenho medo de gastar dinheiro em n sessões para nada! Há quem fale que não teve grandes resultados, há quem diga que ficou a bem dizer sem pêlo em 2 ou 3 sessões.

Eu como não passo sem vocês, queria pedir-vos conselhos e referências, experiências que tenham ou conheçam, etc...
Se tiverem boas referências de centros do Norte do país, eu agradeço!

O que li foi a informação que me disponibilizaram na clínica não+ pêlo. Aí cada sessão custa 30 euros, qualquer que seja a região a tratar, mas eu já vi outro centro de estética onde as virilhas ficam a 20 euros por sessão.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Em manutenção: 1 mês

Estou em manutenção há 1 mês. Com oscilações entre o 57 e qualquer coisa e o 58 e qualquer coisa.

Quem já esteve ou está em fase de manutenção deve saber que isto de equilibrar as coisas é um bocado complicado. Tento manter a rotina de algum exercício por um lado (apesar da preguiça) , mas tendo a cometer mais deslizes alimentares por outro. É só um mês, e não dá para analisar muito. Até agora tenho a dizer que me sinto bem com o peso que tenho, mas sei que preciso de fazer mais exercício para tonificar e não me posso descuidar nisso.

A alimentação, com um doce aqui e um abuso ali, já se permite alguma falha à regra. Sempre ali no limiar entre o aceitável e o exagero. E normalmente só me apercebo que exagerei depois, e já vou tarde.

Como disse, esta manutenção está no inicio e há muito pouco a concluir.

Mas é o primeiríssimo Verão com este peso, porque eu na verdade nunca me conheci magra, nunca fui magra, e na minha vida entre os 20 e os 30 só me lembro de dois momentos excepcionais em que pesei 70 quilos e esse foi o peso mínimo. Portanto agora: i'm just enjoying!

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Bons conselhos

Encontrei esta informação tão sistematizada e directa que me pareceu bem partilhá-la convosco!

1 A primeira coisa

Antes de começar a fazer dieta questione-se se está realmente preparado e motivado para perder peso e manter esta perda a longo prazo. Não é fácil, porque implica mudanças nos hábitos nutricionais e de vida, incorporando exercício físico na rotina diária.

2 Faça uma lista das razões pelas quais quer perder peso

Pegue numa fotografia do seu estado actual. Será muito satisfatório ver a diferença à medida que vai conseguindo atingir os seus objectivos.

3 A importância de um objectivo realista

O objectivo é conseguir uma perda de peso progressiva e aprender a adoptar hábitos alimentares adequados. Não deve perder mais de um quilo por semana. Caso contrário, para além de gordura, estará a perder água e tecido magro. E só se deve pesar uma vez por semana.

4 Registe tudo

É muito útil fazer um registo de alimentos e escrever num diário tudo aquilo que come em cada dia. Anote também as horas das refeições

5 Não descure o exercício

Também é aconselhável fazer algum exercício. Não é preciso ser um desporto extenuante.

O importante é incluir actividade no seu quotidiano. Use menos o carro, prescinda do elevador, vá a pé para o trabalho ou às compras e dance...

6 Não salte refeições!

É muito importante não saltar nenhuma refeição. Já sabe que deve fazer três refeições principais por dia (pequeno-almoço, almoço e jantar) e refeições intercalares. «O importante é nunca ficar mais de três horas sem comer, pelo que é possível chegar a fazer entre seis e nove refeições diárias», diz a nutricionista Magda Roma.

7 Alimente-se com calma

Coma sentado à mesa, tranquilamente, num ambiente agradável, dedicando-lhe o tempo que for necessário. Enquanto come, tente não se distrair com outras coisas (ler, ver televisão, ouvir rádio, falar ao telefone, etc.). E mastigue cada pedaço de comida, pelo menos, 10 vezes antes de engolir. Sentir-se-à saciado mais depressa.

8 Nada de petiscos

Evite petiscar entre refeições. Quando servir as refeições, não deixe travessas à vista na mesa. Limite as suas refeições a um só lugar. Nunca leve comida para o quarto ou para o escritório.

9 Dentes sempre limpos

Lave os dentes imediatamente a seguir às refeições. Se tirar o sabor a comida da boca, não pensa tanto nela.

10 De manhã é que se começa o dia...

Faça um pequeno-almoço equilibrado, tranquilo, e inclua fruta e um lacticínio magro. Está provado que a ingestão calórica diáriatotal é maior nas pessoas que não tomam o pequeno-almoço.

11 Atenção às quantidades

Não é preciso pesar os alimentos. Basta comer apenas um prato de cada coisa, sem repetir.

«Um prato normal deve ser dividido em quatro partes, nomeadamente 1/4 para arroz ou massa (hidratos de carbono), 1/4 para vegetais ou hortaliças e 2/4 para carne, peixe, grão, feijão ou soja», refere a nutricionista.

«Para uma menor ingestão calórica, substitua o prato normal por um prato de sobremesa e faça a mesma divisão. Psicologicamente, achamos que o prato está cheio sentimo-nos tão saciados como de comêssemos num prato normal», acrescenta ainda esta especialista em nutrição.

12 Cozinha alternativa

Escolha formas de cozinhar mais saudáveis, nomeadamente ao vapor, cozidos ou escalfados, no forno, no microondas, ao sal, grelhados ou em papillotes... Evite os fritos, panados, refogados, estufados, guisados e os molhos. Use azeite mas só duas ou três colheres por dia, uma vez que também é muito calórico (uma colher tem cerca de 90 calorias).

13 Reforce os líquidos

Beba cerca de dois litros de água por dia. Também pode beber gasosas, todo o tipo de infusões (sem açúcar) ou refrescos light à vontade. Relativamente às bebidas alcoólicas, apenas um copo de vinho por dia.

14 Cozinhe em casa

Modere a ingestão de alimentos pré-cozinhados e de molhos. Use pouco sal. As especiarias e as ervas aromáticas são mais saudáveis para temperar.

15 Resista ao pecado da gula

Evite os doces (açúcar, mel, pastelaria, guloseimas, gelados, chocolate, etc.). Pode usar adoçantes sem calorias (sacarina ou aspartame).

16 Aposte no integral

Aumente a ingestão de alimentos integrais e ricos em fibra (frutas, verduras, hortaliças e leguminosas).
E, lembre-se, coma, pelo menos, cinco porções por dia.


17 Seja um osso duro de roer

Os alimentos de consistência dura (por exemplo, as saladas de verduras cruas) requerem maior tempo de mastigação e trabalho gástrico, para reduzir a sensação de saciedade e de estômago vazio.

18 Deslumbre-se com os magros

Substitua os lacticínios gordos e meio-gordos pelos magros.

Evite também os queijos curados porque são muito gordos e calóricos.

19 As melhores carnes para a dieta

Pode comer todo o tipo de carnes magras, desde que lhes retire a gordura visível, mas não enchidos.

20 Os peixes recomendados

Quanto aos peixes, todos são bons, menos os que são conservados em óleo. «Hoje em dia já existe atum conservado em água, uma opção saudável a adoptar», recomenda Magda Roma.

21 Naturalmente saudável

Se tiver fome durante o dia, coma uma peça de fruta ou um vegetal cru, como a cenoura ou o pepino.

22 Nas compras...

Quando for às compras, escolha sempre as opções mais saudáveis. Faça uma lista prévia dos alimentos de que precisa para as ementas da semana e cinja-se a ela. Outro aspecto muito importante tem a ver com os horários. Vá às compras depois de comer para evitar cair em tentação.

23 Fuja à tentação desnecessária

Tente guardar os alimentos mais tentadores longe da vista.

24 O que fazer com as sobras

Tenha cuidado com as sobras, o melhor é guardá-las para o dia seguinte ou congelá-las.

Muitas pessoas comem as sobras com pena de as deitar fora.

O ideal é não cozinhar demasiada comida.

25 Cuidado com o convívio à mesa

Se quiser continuar a conversar depois da refeição, tudo bem, mas antes disso retire toda a comida da mesa.

terça-feira, 15 de junho de 2010

Eu não sei gerir isto


Ontem consegui cumprir alguns dos objectivos da missão:
- reduzi os hidratos de carbono ao jantar a apenas 2 colheres de arroz
- fiz uma caminhada depois de jantar e já não tive pachorra para os abdominais
- não comi queijo
- não comi doces

O que me irrita é que não consigo conciliar tudo! Faço uma caminhada, isso impica que já não arrumo coisas que tinha para arrumar, que não estudo o que devia estudar... Porque chegando a casa às 11 da noite depois de uma caminhada eu quero é cama! Definitivamente não sei gerir o meu tempo, não conseigo bfazer tudo, e isso irrita-me!

Hoje de manhã para começar melhor, lá me dispus a fazer 8 minutinhos de abdominais.
Vamos ver como corre o dia 2.

domingo, 13 de junho de 2010

I've been a bad girl for a few days



Nova semana - missão bons velhos hábitos.
Os dias que passaram, nomeadamente a semana que passou, fui muito condescendente comigo e com as minhas vontades, não fiz abdominais nem pesos, comi em restaurantes o que me apeteceu com direito a sobremesa, creio que acabei por abusar dos doces e também dos hidratos de carbono, e sei que não posso ser assim tão permissiva. há que ter rédea curta com as excepções para não as deixar ser regra. E isso é o complicado da questão. Pensar, "hoje posso", dizer a mim mesma "agora que estou com o peso certo"...
Ora se há coisa que não se poder ter como adquirida é o peso, e se não lutarmos para manter as nossas rotinas, os bons hábitos, lá se vai tudo quanto Maria fiou...
Portanto esta é a semana de ter juizinho e saber manter o que é certo e deixar como verdadeiras excepções os desvarios gastronómicos!

Bons velhos hábitos:
- comer sempre sopa antes da refeição
- acompanhar a refeição com vegetais crus: saladas, gaspacho
- controlar a quantidade de hidratos de carbono
- reduzir drasticamente os açucares simples: doces, bolos, sobremesas
- reduzir o consumo de queijo
- fazer abdominais e pesos 5 dias por semana

E para reforçar a moral, nada melhor que relembrar os velhos dias de fatos de banho para esconder as banhocas, ou mesmo a fuga de sítios com pessoas que pudessem ver as ditas banhocas. Porque nada se compara à sensação de me meter num biquíni S minúsculo q.b. E assim se reforça a vontade de manter o corpo como se quer!

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Produtos para o Verão



À semelhança de outros blogs, aqui deixo a minha selecção de produtos que não dispenso no Verão.
1-Vasenol Creme Gordo: porque na verdade não há nada melhor para cuidar da pele que um creme gordo, este espalha-se bem, previne as estrias e melhora imediatamente a textura da pele. 9.00
2- Lierac Phytrel: serum para a perda de firmeza do busto. Para grandes males há que escolher os melhores remédios. E este apesar de não fazer milagres melhora sem dúvida o aspecto da pele do busto. O meu veredicto? Talvez não valha o que custa! 40.00
3- Elancyl creme para as estrias: um bom investimento, provavelmente não há nada que melhore tão visivelmente o aspecto das marcas. 19.00
4- Babaria creme refirmante- uso como creme corporal depois do banho, tem uma boa textura e é agradável. 9.00
5- Iluminador Essence: ajuda a maquilhagem a ter um ar mais sofisticado. Cumpre a sua função com preço mini. 4.00

6- Baton Essence cor Almost Famous, bom sabor, brilho com um pouco de cor, leve como se quer no verão!
7-Pó bronzeador Bourjois: ajuda a completar o look Sun Touched.15.00

8- Máscara de pestanas Lash Mania: incomparável no volume e extensão ( e olhem que a minha anterior era Chanel!) 5.00

9- Blush Lancôme em Mousse: incomparável e divino,vale cada cêntimo. Deixa um delicioso tom rosado e chic nas bochechas que dura o dia todo!35.00

10- Toalhitas auto-bronzeadoras Vichy: já experimentei outros auto-bronzeadores, Avene, Piz Buin e nada se assemelha a estas toalhitas: práticas, revelam a cor em menos de 30 minutos, deixam realmente a pele bronzeada, tem bom cheiro, não deixam a pele manchada. Há que ter cuidado para deixar secar e não transferir para a roupa. O rosto com isto não precisa de base e fica ultra luminoso, de ar saudável e cuidado. Cada toalhita a 1.00


E com este produtos estou pronta para os dias de Verão. E vocês? Quais os vossos segredos?

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Feeling pretty

Os dias deviam ser sempre assim. sair de casa depois de um dia de descanso ao sol. A pele hidratada e a sensação de trazer a corzinha do sol de feriado. Coloquei um pouco de blush e iluminador, deixei os cabelos algo ondulados sem esticar, longos e ao sabor do vento.
Coloquei pela primeira vez em muitos muitos anos uma camisa branca. Durante esse tempo sempre me refugiei no preto, fugia da cor branca, tinha medo! Achava, e talvez com alguma razão, que o branco não era para gordas. Mas agora sei que o preto também não me melhorava, era apenas um luto forçado, um luto pela minha própria auto-estima que morrera.
Então hoje vesti-me com uma camisa branca, que acentua as formas e senti-me a celebrar de novo o reavivar da felicidade, do gosto e da alegria de viver e de me mostrar ao mundo. E sabe tão bem sentir-me bem.

terça-feira, 1 de junho de 2010

Nutricionista - sobre a consulta


Com tinha dito, ontem era dia de consulta. A balança da médica marcou 57.9 (com roupinha vestida), e quanto ao peso estou muito bem. Segundo ela, agora interessa manter.
Viu as minhas análises, cujos valores estavam todos ok à excepção de:
- colesterol 225 - que se deve a problemas genéticos pois os triglicéridos estão óptimos
- ferro nos limites aceitáveis - tenho que manter a minha dose de peixe e carne sem baixar, senão passo a ter anemia (daí ela perguntar se ando cansada, se tenho dormido bem...)
- glicose em jejum alta - que significa que como poucos hidratos de carbono e é o fígado a tentar compensar

A única alteração que tenho que fazer à minha alimentação é obrigar-me a comer de manhã hidratos de carbono: pão ou tostas, porque é o que o corpo está neste momento a sentir falta, e depois isto repercute-se na concentração, capacidade de trabalho, humor...
E de resto posso continuar os hábitos que tenho tido. Aconselhou-me apenas a fazer ioga ou pilates (não faço ideia do porquê, se será só para relaxar), que por enquanto terei de adiar por falta de tempo.
Volto lá em Agosto. Até lá vou ver se me obrigo a comer o pãozito de manhã. Quem me conhece sabe como adoro pão ...à noite! Mas parece que posso comer os dois!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails