segunda-feira, 26 de julho de 2010

Aliados da alimentação


A alimentação não tem que ser feita com base na total restrição, mas não convém deixar que seja exactamente o contrário. Há bons aliados para conseguir lanches saborosos, prazeres que nem sequer fazem suspeitar que são light. Na reeducação alimentar temos que fazer as contas e substituir o mais pelo menos (calorias), mas se for possível não renunciar ao sabor e ao prazer tanto melhor! Só assim se conseguem hábitos alimentares sustentados e que não abandonaremos ao virar da esquina.
Deixo-vos a minha lista dos light - bons e baixos em calorias [há quem não goste de consumir adoçantes, entre o açúcar e os adoçantes eu prefiro ainda assim os adoçantes]
1- iogurte corpos danone sólidos ou líquidos: 55 Kcal por unidade
2- queijinhos vaca que ri light: 29 Kcal por unidade
3- coca cola zero: 1 Kcal por unidade
4- compal romã e chá verde: 22 Kcal por unidade
5- gelados Frutare da Olá: 60 Kcal por unidade
6- gelatina Royal: 10 Kcal por unidade
7- fruta: é boa e faz bem, não tem edulcorantes, nem conservantes: melão, melancia tem cerca de 25 kcal por 100g

Emagrecer com prazer é bem mais simples que o que parece!

domingo, 25 de julho de 2010

Exercício: bola de pilates


Hoje inauguro um novo tipo de exercício, que estou ansiosa por descobrir mais sobre o assunto: a bola de estabilidade ou bola de Pilates. Comprei uma e agora estou a ver uns vídeos no Youtube, perceber como funciona, e se tiverem dicas, se já souberem algo sobre o assunto, contem-me tudo!

Não é muito difícil fazer exercício, basta querer. Cá em casa tenho uma bicicleta elíptica, pesos, a bola de pilates e um tapete para fazer exercícios, abdominais... depois, lá fora é possível fazer muito mais: caminhadas , corridas, ténis... E com pouco investimento é possível fazer muito pela nossa condição física! E assim sendo, não há desculpa: mexam-se!

Apesar disso, o exercício que tenho feito não é muito: ontem 45 minutos de natação de manhã, piscina e sol de tarde... hoje apenas uns 45 minutos de ténis debaixo de um calor que não se podia, e agora aqui estou eu a investigar sobre a tal bola milagrosa! Ao que parece há quem a use para estar sentado ao computador!
Alguém por aí que faça pilates ou que use a bola?

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Não recuperar os quilos perdidos


Como penso em todas vocês, e sei que no fundo as minhas ânsias e medos são também os vossos... aqui vos deixo o artigo que li e que também gostarão de ler certamente.
Ok, não é nada que já não soubéssemos, mas é sempre bom relembrar!
Leiam e depois partilhem comigo o que acharam.
A mim, o que mais me impressionou ou meteu medo, foi o facto de a maior parte das pessoas recuperarem todo o peso perdido 2 anos após fazerem dieta... isso assustou-me. É incrível como somos capazes de nos esquecer do que passamos, do que lutamos tão depressa e deitar tudo a perder. Essa foi mesmo a parte que me deu mais que pensar... o resto, a alimentação, o que comer ou não: acho que cada um aprende aquilo que é melhor para si.

Link para o artigo (scan da revista):http://www.box.net/shared/l8o4oug2lm

terça-feira, 20 de julho de 2010

[S] de Ser feliz

Há sítios que nos encantam, onde podíamos passar os dias calma e sossegadamente. Água e sol... depois mais um banho no rio, uma caminhada, andar de canoa e espreguiçar junto à água de novo.
Onde? Aqui.

Foi assim o meu fim de semana, de puro prazer e deleite, mas também de algum esforço que remar ainda puxa pelos braços! Também foi fim de semana de boa comida e boa bebida... o costume, que acrescenta sempre umas gramas! Portanto vou tentar controlar-me durante a semana.
Definitivamente, tenho de ver se me esqueço, que tenho no frigorífico um belo gelado...

Na hora de almoço, tenho tentado resistir aos saldos para não comprar peças desnecessárias. Tenho que me convencer que mais vale investir bem. Hoje, em vez da roupita, comprei a sábado, a tal do "não engordar depois da dieta". Acho que me vai fazer bem ler. Porque sou, sem dúvida, mais feliz dentro de um S.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Work harder



Pouco mais de sete e meia da manhã e já estou toda suada e ofegante. Razão? levantei-me às 7 da manhã para fazer abdominais e "tirar o pó" à bicicleta elíptica que já não usava há meses.
Nos últimos tempos não tenho feito muito exercício: a natação, caminhadas e nada mais.
Ontem depois da aula da natação que me deixou KO, e cheia de fome, é claro, lá me empanturrei de pão e queijo e tal...
Hoje quando acordei (com o peso na consciência e no corpo!) lá me motivei a sair da cama e vir fazer um bocado de exercício.
E tenho a certeza que hoje vou ter muito mais energia e ânimo durante o dia. E ai de quem me quiser tornar o dia cinzento. Porque eu vou tomar as rédeas da minha vida e encaminhá-la para onde eu entender.

Não deixem que sejam outros a escolher os vossos caminhos, não se deixem levar por uma beirinha (como se diz aqui no norte). Já perdemos tantos quilos, agora vamos mostrar ao mundo que somos capazes de ganhar: o que quisermos!

Daqui a nada estamos no fim de semana. I can´t wait! Shorts, t-shirts, calorzinho e boa vida. What else?

domingo, 11 de julho de 2010

Sobre outras dietas impostas


As últimas semanas tenho pensado muito nisto: o IRS que aumenta, o IVA que aumenta, as pessoas que baixam as calcinhas e oferecem o rabinho para que as (F) lixem sem sequer reclamar. Os aproveitamentos que são feitos devido ao estado económico em que estamos, o argumento da suposta crise... os atropelos aos direitos dos que trabalham, o roubo a que assistimos!

Não penso só em mim quando falo disto, penso nas pessoas todas que sofrem as injustiças a que assistimos, as injustiças que todos pagamos. Não adianta tentar enfiar a cabeça debaixo do travesseiro, mudar de canal na hora do telejornal, não adianta fingir que está tudo na mesma, porque não está.
Chegas ao fim do mês e o salário ou desceu (por causa do IRS) ou é o mesmo (sinal que não foste aumentada). Chegas ao café, e em vez de 1%, o café subiu 5 cêntimos, o almoço subiu 50 cêntimos, cada um dos produtos de super mercado subiu. Na minha lucidez que insisto em não varrer para debaixo do tapete, percebo que o meu salário efectivamente mingou, percebo que não há sinais de aumento à vista, vejo que o meu tempo é escasso para fazer o que gosto, que gasto para trabalhar 12 horas do meu dia, passo 8 a dormir (com sorte), sobram umas míseras 4 horas que servem para chegar a casa, fazer o jantar, pôr roupa a lavar e a secar, jantar e pouco mais.
Pedem-nos sacrifícios patrióticos? Pedem-nos sacrifícios no trabalho? Pedem-nos que aceitemos com resignação este salário, esta vida? Em nome de quê? Do lucro deles? Do tempo de qualidade, da capacidade económica , das férias deles! Trabalhamos para que outros vivam melhor! É indecente, é triste...

Não percebo porque é que as pessoas não saem para a rua e fazem como os gregos! Acho que por natureza preferimos ver o que de bom temos e com isso abafamos as situações ultrajantes a que assistimos. Querem exemplos?
- Ai, que ganho tão mal! Mas podia estar pior, podia não ter emprego.
- Vivo para o trabalho, e não tenho tempo para nada! Se estivesse desempregada tinha tempo e não tinha como o usufruir.
- O país vai mal, somos mal conduzidos, assisto a injustiças de todo o género! Mas ao menos fico feliz por ter uma família, por ter mãozinhas e perninas. Estamos mal, mas podia ser pior.

Sabem que mais? Nós pensamos mal. Ensinaram-nos a vida toda a aceitar, a resignar. Somos demasiado "vão-se os anéis, ficam os dedos" e nessa alienação não vemos que nos estão a levar os dedos também.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Uma nova aventura



Depois de uma sexta feira terrível em que passei mal o dia todo: fraca, com tonturas... só mais tarde, mesmo ao final da tarde percebi que se tratava de falta de açúcar. Percebi que tal não se pode voltar a repetir, porque mesmo me apetecendo açúcar achei que era um capricho da minha mente e não prestei atenção ao corpo. Percebi depois que a hipoglicemia é coisa séria, pode mesmo levar à morte. Estou atenta, vou passar a tomar bons pequenos almoços e estar alerta para os sinais.
Acabei por compensar essa falta com muito gelado de caramelo!
E como na minha vida ando sempre a compensar, fui depois compensá-lo com uma experiência nova, que me deu cabo dos bracinhos e dos ombrinhos... kayak, Autch! Mas foi muito bom!
Agora é que me apercebo das coisas que não fazia quando era gorda. A vida melhorou, sem dúvida!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails