terça-feira, 28 de setembro de 2010

Peso a menos

Algo que nunca na vida me passaria pela cabeça! Chegar à nutricionista, subir à balança e o veredicto: já tinha um bom peso na consulta anterior, acho que o peso certo para si é 57.
Pois é! A pressãozita da proximidade da consulta, depois de uns exageros nas férias de verão, deram-me força, fui mais regrada e ontem na consulta pesava 55.9 com roupa (em casa sem roupa tinha 55.3).
Sim, talvez seja de menos (mas para 1.64 m de altura é peso normal), mas eu sinto-me muito bem assim - aliás comprei agora calças tamanho 34 que pretendo continua usar, portanto passa a ser esse o meu número (I Hope). E está fora de hipótese agora querer aumentar 1 quilo... mas ao que parece o treino de natação que agora é muito, mas muito mais exigente, segundo a nutricionista, deverá dar-me mais um quilo de massa muscular até à próxima consulta, mas que isso não implicará aumento de medidas. Vamos ver!

Quanto ao resto da minha vida - no amor decidi aumentar a paixão e o romance, que é como quem diz, fazer a minha parte! E tem dado resultado!

Nas minhas manias de consumista quero:
- comprar um sistema de unhas de gel para fazer as minhas próprias unhas em casa (forno UV e acessórios), se alguém tiver conte-me tudo! Agora que uso unhas de gel, adoro, mas acho que o poderia fazer perfeitamente em casa!
-investir em bons cremes anti rugas (creme de dia, creme de noite e contorno de olhos) para combater o aspecto cansado, iluminar a tez e prevenir as rugas, quais os cremes e marcas que vocês usam?

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Sou humana

Sinto-me triste.
Parece-me que se avizinha mais uma depressão. Uma depressão Outonal, que chega à medida que o Sol vai perdendo o fulgor, à medida que as folhas amarelecem, caem e se enrolam à frente dos nossos pés.
Sinto-me triste: falta-me qualquer coisa. Nestes momentos persegue-me a ideia de que me falta qualquer coisa - invento coisas que gostava de ter, que quero comprar, que preciso, mas que na verdade percebo que não preciso de nada disso, e que esses desejos não são mais que a substuição de outra coisa qualquer.
Não sei se é comum sentir-me assim, mas acontece muitas vezes, de tempos a tempos.
Sinto-me desapaixonada, e magico em ideias tolas, penso se o meu amor ainda persiste e relembro o tempo em que tinha o coração em sobressalto, em que a paixão comandava os dias que se faziam em função do ver a outra pessoa, estar com ela, receber um telefonema ou uma mensagem. Fiz sete anos de casamento. Há quem fale na crise dos sete anos. A vida em sete anos já se fez de muitas crises, umas maiores que outras, coisas a que me adaptei, problemas que subsistem, problemas ultrapassados, temperamentos, feitios e vontades conjugadas, entre a minha persistência e jogo de cintura para ultrapassar alguns obstáculos. Às vezes penso que estou um bocadinho farta, às vezes penso que pensar isso é uma tolice. Muitas vezes não penso nada disso e vejo que problemas à parte estar juntos faz sentido e vale a pena.
Não sei. Hoje sinto-me triste e apetecia-me estar apaixonada como quando tinha 18 anos. E apetecia-me comer chocolate. E apetecia-me surpresa, romance, um amor lindo, sorrisos cúmplices, coisas de miúdos, simples, sinceras e inocentes. A vida ensina-nos demasiado e definitivamente tira-nos a inocência. Tenho a sensação que não seria capaz de amar mais ninguém, mas também já não acredito naquilo que acreditava quando tinha 18 anos. Hoje eu tenho 28 anos, e sei que a paixão não dura para sempre e o amor não sei... nem sei se o sei. Talvez tudo se resolvesse com chocolate.
E como dizer à pessoa que se ama tudo isto, sem tornar isso numa crise, e sem abalar a relação? Não sei quanto tempo passará até o dizer...

Só sei que não comerei chocolate.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Little black dress


... sem medo! Usei um vestido preto, fluido, e senti-me muito bem. Uma clutch e as sandálias Aldo (super altas!) compuseram o look. E senti-me quase a rainha da festa: de bem comigo, de bem com a minha imagem, sem receios. Lembro-me de rir, de dançar, de me sentir livre e espontânea - coisa que muitas vezes, a maior parte das vezes, não era. O fim de semana foi de festa para mim: gostei de me ver nas fotos, ouvi elogios and so on, and so on...
Esta semana, de volta para compensar os doces, os queijos, as iguarias gastronómicas.
Será um Outono na senda do equilíbrio e da manutenção do peso. Ando sem tempo mas continuo na luta!

domingo, 5 de setembro de 2010

Multifunções


A semana voou! O regresso ao trabalho fez-se com algumas novidades, tenho combinado o trabalho com formação. Depois do trabalho ainda corro para umas aulinhas, e depois das aulas, além do jantar ainda tenho feito o esforço de dedicar algum tempo à organização da casa/roupa, etc... Ou seja, não parei! Basicamente, saio de casa às 8 da manhã, entro em casa às 21:30, já só me deito depois da meia noite ou 1 da manhã, e lá estou eu a acordar às 7!
Tive ontem a primeira aula de natação da temporada, bem puxadinha por sinal! Depois da natação, um almoço rápido, passei a tarde numa reunião. Resta-me a tarde de hoje e PUFF, acabou-se o fim de semana!

Esta semana de início, o que falhou mais foi mesmo o exercício. E creio que só serei capaz de fazer abdominais de manhã, se me conseguir pôr a pé mais cedo, senão vou mesmo ficar-me pelas aulas de natação! Vamos ver como me organizo esta semana.

A parte boa: já estou de novo com o peso aceitável de 57.1 Kg! Bastou regressar ao trabalho e à rotina de almoço para tudo entrar nos eixos!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails