terça-feira, 12 de outubro de 2010

Uma vez gorda: gorda para sempre



Pois é, sou como qualquer gorda. Não há ex-gordas, nem gordas recuperadas. Uma vez gordo e ser-se-á gordo para toda a vida!

Porquê? Porque digo isto? Pois bem, é a mais pura verdade. Desengane-se quem acha que já emagreceu tudo e que agora pode fazer e comer o que lhe apetecer. Não é verdade. É tão simples aumentar de peso a uma velocidade impressionante comparada com aquela que penamos para perder um quilo ou dois.
Nas férias ganhei dois quilos, que perdi em 2 semanas. Agora depois da ida à nutricionista permiti-me abusar uma vez que tinha um quilo que podia ganhar: ganhei dois!
Venho aqui dizer-vos o quão difícil é perceber que reeducação alimentar é para a vida toda, que os bons hábitos são para ser levados a sério (quase) todos as refeições.
E só percebendo isso e aceitando viver assim faz sentido iniciar uma dieta alimentar. É preciso preparação psicológica para aceitar uma nova forma de viver.

Sei que não me posso dar ao luxo de viver como se fosse magra: não posso comer meio pacote de bolachas durante o dia como as minhas colegas, nem posso comer aquela fatia de bolo de chocolate ao lanche, nem os panados ao almoço.
Aprendi a viver de forma diferente e não me sinto mal com isso. Mas creio que me faz bem vir aqui admitir que não tenho super poderes e que não sou mais que os outros! Sou uma gorda na sua fase magra: só isso.

Quem me garante que amanhã estou doente e deixo de poder fazer exercício, ou deixo de conseguir cumprir a minha rotina alimentar?
Quem me garante que serei mais forte que todas as depressões e contrariedades da vida? Quem me garante que conseguirei ser forte e não descontar o meu sofrimento na comida?
Quem me diz que terei sempre emprego? Que faria eu se não tivesse emprego, nem horários, nem dinheiro para pagar a natação e os alimentos mais saudáveis?


A vida é uma coisa volátil, que foge do nosso controle. Ser magro, para um gordo, implica controlar de uma forma metódica toda a sua vida. Só continuarei magra enquanto conseguir controlar a minha vida, e muitas vezes (a maior parte das vezes) a nossa vida não depende da nossa vontade.

A minha força de vontade é grande... que Deus me ajude com o resto.

7 comentários:

  1. Assusta... Mas é por isso que eu digo "um dia de cada vez".
    Haja a força de vontade... O resto? Logo se verá.
    Abraços

    ResponderEliminar
  2. Se te sentes bem, se te sentes e estás saudável. Isso é que importa.
    As questões que colocas (em itálico)são questões importantes. Que se colocam quase todas a gordos-magros, altos-baixos, morenos-louros, etc etc.
    Todos precisamos de 'refúgios' (mais permanentes ou temporários). Pela minha experiência são falso (e perigosíssimos!) refúgios os que passam pela comida (não comer ou comer desalmadamente).
    Vais ver que um dia o teu peso saudável vai ser uma característica tão natural como teres a tensão arterial ou o colesterol parâmetros normais.

    ResponderEliminar
  3. É impressionante o que já conseguiste, por isso deves ter orgulho na tua proeza, nem todas as pessoas por muito que se esforçem conseguem deixar de ser gordos (no peso pelo menos). Eu não podia concordar mais contigo é muito difícil manter o peso, uma vez gordo(a)temos que ter o triplo do cuidado dos magros que comem tudo sem engordar um grama (aí que inveja que eu tenho). Espero conseguir emagrecer és uma inspiração, obrigada.

    ResponderEliminar
  4. é como diz a Alexandra...um dia de cada vez!! e q (no meu caso) Deus nos ajude....um factor principal é a nossa força de vontade...
    eu tb me permiti comer algo mais e tou aqui de novo a lutar por ver a balançar baixar..
    beijocas

    ResponderEliminar
  5. E deus há-de te ajudar!

    Eu tb tenho uma enorme facilidade em engordar...é horrível!

    Gosto muito de te ler. E muitas vezes vais de encontro àquilo que sinto....enfim, beijossssssssssss!!!!!!!!!!!! Força!

    ResponderEliminar
  6. olá
    nestes ultimos tempos dediquei-m á leitura integral do teu blog e... adorei! passaste por um percurso incrivel e não desististe. O meu grande problema tem sido a força de vontade, consegui chegar aos 62kg, á uns 6 anos atrás, perdi 35kg de janeiro a julho (foi a minha fase magra)! depois fui-me desleixando e não engordava (pensava eu), e pouco a pouco, sem dar por isso estava outra vez na casa dos noventa. Por isso, acho que quando se toma uma decisão de mudar de peso, temos que nos mentalizar que as mudanças alimentares são para a vida, porque se não o fizermos, estaremos apenas numa fase magra da vida de gorda que levamos! Mas tu és uma pessoa consciente e eu actualmente voltei a dedicar-me a perder peso, e digo-te está a custar-me muito mais do que me custou a primeira vez, mas como não aproveitei, é bem feita para mim!!!!
    desculpa o testamento!
    Força!

    ResponderEliminar
  7. Olá! Parabéns pelo Blog. Está fantástico :) E MUITOS, MUITOS PARABÉNS pela tua perda de peso.

    Aproveito para deixar o convite para visitar o meu:

    http://aminhaperdadepeso.blogspot.com


    Bjs

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails