domingo, 20 de janeiro de 2013

Viver após abdominoplastia

Já fez um mês que fiz a cirurgia. Continuo algo inchada, provavelmente com mais peso porque  não consegui controlar a alimentação e deixei de me pesar entretanto para não entrar em paranóia.
Vou começar a fazer massagem e drenagem linfática para melhorar a cicatriz.
Exercício só posso retomar daqui a 2 meses.

Tenho que voltar ao "bom caminho" depressa, ter em cota o que como e conseguir apesar de tudo fazer alguma coisa: caminhar talvez... Entretanto volto ao trabalho o que não facilita as coisas e me tira imenso tempo. Espero aguentar bem 8 horas a trabalhar, não sei muito bem o que esperar...

Entretanto ando na saga do creme para cicatrizes: disseram-me para usar só Nivea (a lata azul) mas já li que não é o melhor, apesar de não haver certezas que os cremes mais caros façam mais efeito... entre o que procurei destacam- se o Cicalfate da Avene, o Cicapost da Isdin (comprei), o Mederma e por último o super caro Dermatix. Além dos cremes há os pensos de silicone (ainda mais caros ) que prometem maravilhas.

Sugestões?

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Estado de choque - a cicatriz

Olá, a saga da abdominoplastia continua e há-de continuar...
Na semana passada fui fazer o curativo e tinha ganho liquido: o médico munido de uma seringa tamanho XL espetou-me a barriga enquanto ma apertava, foram dores dilacerantes e eu quase a chorar.
Esta semana voltei, o umbigo (que teve de recolocado na cirurgia) estava infectado, cheirava mal, teve de se desinfectar e agora tenho de ter cuidados redobrados.
Tiraram-me os pensos, falamos da rotina que tenho de ter, dos cuidados, massagens, hidratante, etc...

Só quando cheguei a casa é que tive coragem de olhar. Coloquei-me em frente ao espelho, levantei a cinta e olhei: um umbigo vermelho, a barriga ainda muito inchada e uma cicatriz enorme, de um lado ao outro. Fiquei em choque. Chorei horas a fio, chorei durante a noite sempre que acordava. Não estava à espera de uma cicatriz tão grande, não estava preparada para aquilo. O que vi no espelho é bem pior do que a imagem que eu tinha antes. Diziam que a cicatriz ficava na linha do biquíni e que mal se notava: pois está acima, nenhum dos meus biquínis taparia aquela cicatriz. Ainda por cima o inchaço faz parecer tudo pior... estou de rastos ainda. Tenho dúvidas, muitas, tenho medo de  ter passado por tudo isto para ficar pior, tenho medo de me odiar ver assim. Quando vou voltar a ter confiança para me despir em frente a alguém? Quando vou sentir-me sexy outra vez?

Estou mal. Só me apetece comer, afundar-me em pão, queijo e chocolate. Fechar-me em casa até me sentir melhor. Pondero voltar a tomar antidepressivos. Ocorrem-me pensamentos maus, choro de novo. faço pesquisas online. leio histórias felizes e outras que me assustam ainda mais.

Esta é uma fase mesmo difícil... fico de baixa até final de Janeiro e pergunto-me se ainda terei trabalho quando regressar...
O caos apoderou-se dos meus pensamentos e da minha alimentação também.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails